ENQUETES

Na sua opinião, os "Amarelinhos" da Prefeitura de Cuiabá:

PUBLICIDADE

Judiciário / EM NOME DO PAI...
24.04.2012 | 09h45
Tamanho do texto A- A+

Secretário é investigado por favorecer igreja evangélica

Titular da Cultura, João Malheiros é alvo de inquérito por destinar R$ 193 mil à Assembleia de Deus Madureira

Secom/MT

Clique para ampliar

Secretário de Cultura, João Malheiros, que é alvo de inquérito por suposta improbidade

ALEXANDRE APRÁ
DO MIDIAJUR
O secretário de Estado de Cultura, deputado estadual licenciado João Malheiros (PR), está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual (MPE), após repassar recursos públicos, da ordem de R$ 193 mil, à Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Ministério Madureira.

Também é alvo da investigação o pastor José Fernandes Correa Noleto, presidente da convenção regional dos ministros evangélicos das Assembleias de Deus Madureira (Cormead/MT).

O secretário-adjunto de Cultura, Oscemário Daltro, é um dos líderes do movimento evangélico na Capital, sendo membro, inclusive, do Conselho de Ministros Evangélicos de Cuiabá Madureira (Comec).

Segundo o inquérito instaurado pelo promotor Célio Fúrio, Malheiros utilizou recursos do próprio orçamento da pasta, segundo informações do sistema Fiplan, e não do Fundo Estadual de Fomento à Cultura para beneficiar a igreja, na realização do evento “Projeto Cultural e Histórico do Centenário das Assembleias de Deus”.

Além da irregularidade da fonte do recurso para financiar o evento evangélico, para o promotor Célio Fúrio, não há, a princípio, nenhum interesse público que justifique o patrocínio público do evento evangélico.

“[...] da leitura do aludido Convênio não se vislumbra interesse público plausível para motivar o repasse de expressivo recurso público para realização de festa religiosa”, argumentou Fúrio, ao determinar a abertura do inquérito civil para apuração de possível ato de improbidade administrativa.

Outro lado

O MidiaJur procurou a Assessoria de Imprensa da Secretaria de Cultura, que não se manifestou sobre o caso.



Clique aqui e faça seu comentário


46 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Paulo Santos  25.05.12 18h36
Olá... estou vendo todo esse falatório e não estou entendendo uma coisa: foi dito que a igreja mencionada não tem cunho cultural, como assim? Uma igreja que tem mais de 100 anos de existencia, é a maior denominação evangelica do país, ja mudou a história de muitas familias, empresas, pessoas, etc. Tudo isso não tem valor... mais publicar livros com histórias que ninguem lê; financiar uma peça teatral que custa quase milhões, festas que contem alcool, drogas, prostituição, isso é cultura? Por isso que Cuiabá sempre será uma capital sem porte... preferem livretos ou danças sem futuro nenhum, do que instituições que ajudam a familia.
4
6
Ely Oliveira  27.04.12 09h00
E os milhôes pagos com dinheiro publico para artistas em Shows e eventos de municipios,ninguem fala nada?
1
3
JEDIEL LEMES  27.04.12 07h32
Só tenho uma afirmação a fazer quando JESUS voltar será para surrar novamente os vendilhões do templo, sou evangélico, mas, tenho vergonha destas situações, até porque todos os evangélicos são jogados em uma vala comum, isso não é justo. Essa situação é muito desconfortável é como se julgássemos todos os padres católicos pedófilos e é obvio que isso não é verdade.Mas que fique bem claro não estou falando da matéria ou do trabalho jornalistico, mas, sim do julgamento popular ao ler esta matéria. Jediel Lemes
2
0
MOSSUETO  25.04.12 23h38
Esse moço não é um legislador que só tomou posse e fez uma degociata deixando seus eleitores a ver navios? Pois bem, isso é o preço que o sr. governador está pagando quando loteia os cargos a pessoas que não tem nada a ver com a função, e o pior, para se eleger fez acordos escusos com os mais diversos seguimentos da sociedade, rifando até a sua genitora em troca de votos e pseudos lideres de determinadas ceitas, ao invés de liderar seus seguidores para Cristo, usa-os como moeda de troca em favor de pseudos politicos, e o resultado é isso que estamos vendo, a cultura que tem uma verba minguada, ter seus recursos desviados para quem nada tem a ver com cultura. E agora sr. SILVAL? O que dizer as entidades que fazem a cultura deste Estado? Espero que a experiencia ensine a V.Excia a substituir esse moço por alguem que identifique com a nossa cultura.
1
1
Izaias  25.04.12 20h40
Não sou Católico nem Pentecostal. Sou apenas um CRISTÃO Feliz! Onde está o "ESTADO LAICO" ?. LEIAM O QUE DIZ NOSSA CONSTITUIÇÃO. *CF/88 - Art. 19. "É vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios: I - estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança..." ESSE SECRETÁRIO TRANSGREDIU NOSSA CONSTITUIÇÃO FEDERAL.
2
1

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados