Enquete

Na sua opinião, o TSE deve aprovar a candidatura de Riva ao Governo?

Não

Sim

Tanto faz

  • parcial
  • votar

Publicidade

Publicidade

/ CRIME ORGANIZADO EM MT
Tamanho do texto A- A+

PF procura 2 acusados de tráfico internacional de drogas

Operação Trator já prendeu 14 pessoas, sendo 5 no Estado, por venda de maconha e cocaína

Divulgação/PF

Clique para ampliar

Operação Trator, da Polícia Federal, prender 14 pessoas em oito Estados; cinco em MT

LISLAINE DOS ANJOS
DA REDAÇÃO

Quatro suspeitos de envolvimento com o tráfico internacional de drogas, investigados na Operação Trator, da Polícia Federal, estão foragidos.

De acordo com informações da assessoria da PF, dois deles são procurados em Mato Grosso, um em Rondônia e um em São Paulo. Quem está coordenando a operação é o delegado Vinícius Borges, em Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá).

A Operação Trator foi deflagrada na terça-feira (29) e, até o momento, 14 pessoas foram presas, sendo cinco em Mato Grosso e as outras espalhadas pelos estados de Mato Grosso do Sul, Goiás, Ceará, Rio Grande do Norte, Pará, Rondônia e São Paulo.

Ao todo, foram expedidos 18 mandados de prisão temporária e 22 mandados de busca e apreensão. As ordens judiciais foram expedidas pelo Juízo Federal da Subseção de Barra do Garças.

Durante o cumprimento de todos os mandados de busca e apreensão, foram recolhidos 30 kg de cocaína no Rio Grande do Norte e 75 kg de maconha em Goiás, além de vários veículos de luxo.

Além disso, ao longo das investigações, foram realizadas seis prisões em flagrante e aproximadamente 400 kg de entorpecentes foram apreendidos – sendo 300 kg de cocaína e 100 kg de maconha.

Todos os investigados vão responder por tráfico de drogas e associação para o tráfico, e as penas podem ultrapassar 15 anos de reclusão. Após serem interrogados, os suspeitos serão encaminhados às cadeias públicas de seus respectivos estados.

Tráfico

A Operação Trator recebeu essa denominação porque os integrantes da quadrilha criminosa utilizavam as rodas de tratores para camuflarem o transporte da cocaína e da maconha.

Segundo informações da PF, a organização criminosa recebia o entorpecente na faixa de fronteira entre o Brasil e a Bolívia, por meio dos municípios de Pontes e Lacerda e Cáceres.

A droga recebida era distribuída entre os demais Estados, utilizando como uma das rotas para escoamento da droga as rodovias que passam próximo à cidade de Barra do Garças.






0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Digite o código:
(Somente números)
CAPTCHA ImageRecarregar imagem
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Leia mais notícias sobre :

Publicidade

Publicidade

Publicidade

1999-2014 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados