Enquete

Qual sua avaliação sobre a Copa em Cuiabá?

Ótima

Boa

Regular

Ruim

Péssima

  • parcial
  • votar

Publicidade

Publicidade

/ CONSTRUÇÃO DO VLT
Tamanho do texto A- A+

Cuiabá e VG terão 4 grandes obras a partir de agosto

Intervenções fazem parte do pacote de obras do novo sistema de transporte coletivo urbano

Divulgação

Clique para ampliar

Viaduto da UFMT terá 428 metros; obras terão início no final de agosto

LISLAINE DOS ANJOS
DA REDAÇÃO

Mais quatro obras de travessia urbana, conhecidas como “obras de arte”, já têm data marcada para serem iniciadas em Cuiabá, visando à Copa do Mundo de 2014.

No total, serão duas novas trincheiras e dois viadutos, em Cuiabá e Várzea Grande.

Todas essas construções fazem parte do pacote de obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), e estão sob responsabilidade do Consórcio VLT Cuiabá, que venceu o processo licitatório com a proposta final de R$ 1,47 bilhão.

Eixo 1

Segundo informações da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa), já na primeira semana de agosto, terá início a obra de construção da Trincheira Km 0, em Várzea Grande.

A obra de arte terá 384 metros e será erguida sobre os entroncamentos das avenidas João Ponce de Arruda e FEB. A trincheira terá duas faixas de circulação por sentido para o tráfego geral e passagem do VLT pelo canteiro central.

Durante a terceira semana do mesmo mês, outro canteiro de obras será montado no município vizinho, dessa vez para construção da Trincheira da FEB-Cristo Rei, com 337 metros de extensão. Ela será construída sob o entroncamento da avenida Dom Orlando Chaves e FEB.

Essas duas obras serão erguidas ao longo do Eixo 1 do VLT, que ligará o bairro do CPA, em Cuiabá, ao Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande.

Eixo 2

Uma semana depois, ainda em agosto, será a vez de a Capital ganhar mais um espaço em obras. Dessa vez, próximo à atual entrada principal da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), onde será erguido um viaduto de 428 metros.

O elevado será construído na Avenida Fernando Corrêa da Costa, onde se encontram as avenidas Brasília e Tancredo de Almeida Neves, e deverá ajudar a distribuir o trânsito no local. Com a construção do viaduto, a entrada principal da UFMT deverá ser deslocada para mais adiante na avenida, no mesmo sentido.

Na semana seguinte, entre o final de agosto e início de setembro, os cuiabanos moradores da região do Coxipó poderão acompanhar o início das obras para construção do Viaduto de Santo Antônio, que será erguido no encontro da Rodovia Palmiro Paes de Barros com a Avenida Fernando Corrêa da Costa.

Os prazos para conclusão dessas obras ainda não foram divulgados.

Antecipação

As obras estão previstas no contrato assinado entre a Secopa e o Consórcio VLT Cuiabá e tinham previsão de início para janeiro de 2013, mas, com a finalização dos projetos e licenciamentos necessários, puderam ser antecipadas.

Ao longo dos 22,2 km de trajeto do VLT, cinco viadutos serão edificados, bem como quatro trincheiras e três pontes – obras de arte especiais que também serão executadas pelo consórcio.

Depois de prontas, as obras servirão para melhorar o fluxo de trânsito, criando alternativas viáveis aos motoristas e melhorando o acesso aos bairros e principais avenidas da Capital e de Várzea Grande.

Segundo a pasta, anteriormente essas obras faziam parte do pacote de obras de travessia urbana que seriam tocadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (DNIT), mas acabaram ficando de fora quando o órgão decidiu reduzir as intervenções apenas para a Avenida Miguel Sutil.

Assim, elas foram incluídas no pacote de obras do VLT como construções complementares, necessárias para facilitar a mobilidade urbana na cidade que será subsede do Mundial de 2014.

O VLT

O VLT terá dois eixos, ligando a região do CPA ao Aeroporto e os bairros do Coxipó ao Centro da Capital. Ao todo, serão instalados três terminais de integração e 33 estações, que terão uma distância média de 500 a 600 metros entre um ponto e outro.

O modal será implantando nos canteiros centrais das avenidas Historiador Rubens de Mendonça, FEB, 15 de Novembro, Tenente-Coronel Duarte (Prainha), Coronel Escolástico e Fernando Corrêa da Costa.

A capacidade máxima de passageiros será de 400 pessoas por vagão e a velocidade de operação prevista é 60 km.

Leia mais detalhes sobre as obras do VLT AQUI.






11 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Digite o código:
(Somente números)
CAPTCHA ImageRecarregar imagem
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

marcos  16.07.12 19h58
se vier mesmo o vlt, adeus motos, as concessionarias vão falir,.....
4
0
Luis Antonio  16.07.12 11h20
FAz um ano que estamos ouvindo mes que vem inicia o VLT! sera k ao menos tem projeto de viabilidade? A populacao nao esta confiante. Esta como a duplicacao da rodovia Roo/Posto Gil. Isso é MT. VERGONHA
14
8
Ari Nobre  16.07.12 10h46
Que Deus me perdoe!! Que fique registrato e a verdade vira quando o tempo passar. VLT - não tem possibilidade de fazer em Cuiabá, e uma obra de muita grandeza, tem que ser comandada por pessoa fortes(exercito), não por algumas bocas de dizem que sabem, irá ficar pelo caminho. Ruas: Basta pensar, o Cuiabá não quer viaduto voador, não quer desapropriação de empresas e de casas para uma ideologia de mudança para o ideal que esta longe para Cuiabá.
4
28
Daniel R Nardes  16.07.12 10h09
E as passarelas para pedestres. Não vejo nem uma notícia sobre elas.
31
1
gilson  16.07.12 09h54
agosto de Deus... Este é o prazo para as obras.
22
8

Leia mais notícias sobre :

Publicidade

Publicidade

Publicidade

1999-2014 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados