Enquete

Você está satisfeito com as obras da Copa?

Sim

Não

Mais ou menos

  • parcial
  • votar

Publicidade

Publicidade

/ GREVES PELO BRASIL
Tamanho do texto A- A+

Trabalhadores da Construção Civil prometem greve nesta segunda-feira

Divergência para fechar um acordo salarial.

DO R7

Os trabalhadores da construção civil prometem nova greve, a partir de segunda-feira (06), após o Sindicato das Indústrias da Construção Civil (Sinduscon) conseguir uma liminar no Tribunal Superior do Trabalho (TST), que anula a decisão judicial de reajuste conseguida pelos trabalhadores no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-ES).

A decisão inicial dava aos trabalhadores um reajuste de 12%, mais 2% no mês de novembro, totalizando 14% de acréscimo salarial. Porém, com a nova liminar do TST, o reajuste passa a ser de 7,5%, praticamente metade do acordado inicialmente.

O diretor da Secretaria-Geral do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (Sintraconst), Adelson Pereira, se mostrou revoltado com a situação. "Na assembleia deles, pelo fato do presidente do Sinduscon não ter participado das discussões, ele não apresentou a nossa proposta e ela foi julgada. O tribunal fez três tentativas de acordo para não julgar. A gente não aceita isso de forma nenhuma. Parte das empresas já até pagaram aos trabalhadores", disse.

Adelson Pereira garante que a greve começa na próxima segunda (06). "A greve vai acontecer na segunda-feira se eles não pagarem o salário de acordo com a decisão do tribunal daqui. A maior parte das empresas já pagou. Essa ação criou um desconforto muito grande no meio das empresas e trabalhadores. O sindicato patronal que provocou isso. Nós queríamos aprovar na assembleia um valor menor que o definido pelo tribunal", afirmou.

O presidente do Sinduscon, Constantino Dadalto, afirmou que não existe possibilidade de se descumprir a decisão de um órgão superior. "O sinduscon se sentiu prejudicado com a decisão do TRT, recorreu e um órgão superior reformou a decisão. E a determinação tem que ser cumprida, mesmo que seja injusta para o segmento. Você pode recorrer, tentar mudar, mas descumprir nunca", falou.

Para Dadalto, Sintraconst está chateado com a derrota e vai se precipitar ao iniciar uma greve. "O julgamento da ação ainda vai continuar, a ação ainda não foi julgada. Mas, até o julgamento dela, vale o que determinou o TST, não tem jeito. Eles estão inconformados com a derrota", ressaltou.

Greve anterior

Após 19 dias em greve, os trabalhadores da Construção Civil no Espírito Santo voltaram ao trabalho no dia 24 de maio. Cerca de 35 mil trabalhadores estavam em greve desde o dia 07 por causa da divergência para fechar um acordo salarial.







1 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Digite o código:
(Somente números)
CAPTCHA ImageRecarregar imagem
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

paulo cordeiro  06.08.12 16h05
paulo cordeiro, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas

Leia mais notícias sobre :

Publicidade

Publicidade

Publicidade

1999-2014 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados