Enquete

Você está satisfeito com as obras da Copa?

Sim

Não

Mais ou menos

  • parcial
  • votar

Publicidade

Publicidade

/ FICHA CRIMINAL
Tamanho do texto A- A+

Fugitivos de prisão são latrocidas e sequestradores

Dez dos 39 que escaparam da Penitenciária Central foram capturados pela Polícia

Thiago Bergamasco/MidiaNews

Clique para ampliar

Peritos observam local onde muro da Penitenciária Central foi dinamitado por quadrilha

DA REDAÇÃO

Dez dos 39 bandidos que fugiram da Penitenciária Central do Estado, no bairro Pascoal Ramos, em Cuiabá, na madrugada desta segunda-feira (20), foram capturados pela Polícia Militar, em ação conjunta com a Polícia Civil.

Segundo as fichas criminais divulgadas na tarde de hoje, todos eles são considerados elementos de alta periculosidade.

A maioria é condenada por latrocínio (roubo seguido de morte), sequestro e assalto a banco. Dez foram capturados foram da penitenciária e três, na parte interna.

No assalto, por volta de 2h30, a quadrilha usou dinamite para explodir uma parte do muro e teve o apoio logístico de oito veículos, entre carros e motos, segundo a Polícia. (Leia mais AQUI).

A Polícia Civil designou o delegado Gianmarco Pacola, da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), para investigar a fuga.

O policial comandará uma equipe que vai priorizar os trabalhos para tentar identificar quem são os mentores da fuga.

Até agora, o responsáveis pelo sistema prisional contabilizaram a falta de 39 detentos. Esse número, no entanto, poderá ser maior.

Com a designação, o delegado deverá ouvir, nos próximos dias, agentes prisionais e também policiais militares que estavam de plantão no momento da detonação do muro da prisão, que chegou a ter um dos pilares comprometidos.

As investigações iniciais apontam para uma sincronia entre a explosão e a fuga, cuja logística teve oito veículos à disposição dos bandidos.

Dos 39, a Polícia calcula que nove deles são integrantes das quadrilhas de assalto a banco, na modalidade “Novo Cangaço”.

Ficha criminal

A Polícia divulgou, na tarde de hoje, os nome dos presos capturados do lado de fora do presídio:

1. Toleacil Natalino da Costa, o “Trolha - condenado por roubos em Cuiabá. O último crime praticado por ele ocorreu na cidade de Vera (458 km ao Norte da Capital), em 2007.

2. Ronaldo Adriano Gomes, o "Buiu" - condenado por roubo e participação no seqüestro de um estudante, no Colégio Liceu Cuiabano, em 2003.

3. Bruno Daniel Mendes Maia - já condenado por tráfico, em maio, foi preso com armas de grosso calibre, no bairro Pedra 90.

4. Reverson Lauro de Araújo Gomes - participou de assalto a agência bancária em Vera.

5. Rodrigo Aparecido de Arruda - preso em 2009 por roubo de caminhão, ficou num cativeiro vigiando o motorista.

6. Valdiberto Miranda Silva - fugiu da Cadeia do Carumbé, em 2004, com mais outros 38 detentos e foi capturado em Várzea Grande.

7. Wiliam Macedo dos Santos ou Oliveira Arruda - preso por roubo, usava os dois nomes quando foi capturado, em 2010.

8. Edmar Ormonezi - cumpre pena por latrocínio em Sorriso (420 km ao Norte de Cuiabá), é apontado como integrante da quadrilha presa pelo Gaeco e que atuava na modalidade “saidinha de banco”.

9. Reginaldo Bezerra da Silva - participou de assalto a banco em Vera.

10. Vanderson Conceição Ferreira - preso em fevereiro deste ano por ataque a caixa eletrônico na Capital.

Na parte interna, foram capturados:

1. Fausto Xavier de Figueiredo - cumpre pena por latrocínio e, em maio de 2007, participou de uma rebelião na Penitenciária de Mata Grande, em Rondonópolis (212 km ao Sul da Capital) e foi transferido para o Presídio Central do Estado.

2. Aleandro de Carvalho - a Polícia não forneceu a ficha criminal.

3. Alessandro Botelho de Resende - a Polícia não forneceu a ficha criminal.






6 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Digite o código:
(Somente números)
CAPTCHA ImageRecarregar imagem
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Rogério  21.08.12 12h57
É incrivél como as coisas acontecem e ninguem tomam provicencias; e providencia não é mandar uma comissão de processo disciplinar para punir os servidores, e sim de tomar vergonha e gerir o sistema penitenciario que tem sido tratado com ultima prioridade para os gestores. se todo mundo soubesse oque passa um servidor dentro de uma unidade prisional, saberia que estão tirando leite de pedra são verdadeiros heróis; a sociedade tem que conhecer a realidade para formar uma opinião e cobrar das autoridades , qualificação , efetivo suficiente, que hj é ridicula as condições de trabalho .
2
1
Flavia  21.08.12 09h55
Nunca teve segurança publica que realmente funciona-se no nosso Pais e má remuneração falta de efetivo, falta de treinamento falta de armamento, os bandidos estão mas bem preparados possui estruturas e planejamento. Agora quero ver o que o Governo do Estado fará sobre o assunto, vai penalizar o efetivo que estava na hora do acontecido? Ou vai arregasar as mangas e ter vergonha do que aconteceu e efetuar um plano de Ação para segurança publica ... Sou Brasileira Cuiabana esposa de militar e digo com toda convicção nesse casos tenho vergonha da Minha Nacionalidade
6
2
julio  21.08.12 09h13
julio, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
Murilo  20.08.12 22h08
Põe o BOPE atrás deles!
27
1
suely  20.08.12 21h13
Moro no paraná e fiquei sabendo que a casa do meu pai foi atngida nas portas e janelas, fiquei horrorizada, poque estou morando num país de bandidos e que nossos governantes estão fechando os olhos para tudo isto com leis frouxas que só incentivam as pessoas a virarem bandido, porque pensam: se eles roubam e não são presos porque eu não posso não é mesmo? Fica difícil educar as crianças com bons exemplos se o maior exemplo que é da classe política nós não temos e a justiça é só no papel. É lamenta-vel
14
0

Leia mais notícias sobre :

Publicidade

Publicidade

Publicidade

1999-2014 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados