ENQUETES

Qual sua expectativa em relação ao Governo Pedro Taques?

PUBLICIDADE

/ "AMEI O RESULTADO"
Tamanho do texto A- A+

"Achei um nu muito natural", diz Dira Paes sobre minissérie

Celeste é casada com Cavalcanti (Osmar Prado), um dos empresários mais poderosos da região

DO UOL
No ar como a fogosa Celeste, de "Amores Roubados", Dira Paes conversou com o UOL na manhã desta terça (7) e opinou sobre as cenas quentes e de nudez que protagonizou com Cauã Reymond, o sommelier Leandro, na estreia da minissérie, na noite da última segunda.

"Achei um nu muito natural. As cenas pediam uma sensualidade. Acho que existe um maestro, que é o José Luiz Villamarim [diretor geral], que é o rei do bom gosto. Não é fácil de se ver, você sempre procura se criticar, mas amei o resultado", afirmou.

Celeste é casada com Cavalcanti (Osmar Prado), um dos empresários mais poderosos da região. E é a primeira vítima do Don Juan da região. Os dois se conhecem em São Paulo e voltam a se encontrar na cidade de Sertão. Além de protagonizarem cenas de sexo bem longe do marido dela, os dois também transam durante uma degustação de vinho na casa de Cavalcanti.

Dira contou que percebeu a intensidade de Celeste ao ler o primeiro capítulo da minissérie. "Já sabia que era um personagem muito forte e intenso, dentro e fora do casamento. Ontem teve uma fala que define muito a Celeste. O Leandro diz para ela: 'a gente se dá bem porque eu gosto da mesma coisa que você'. E ela pergunta o que é. E ele responde: 'do perigo'. A Celeste é uma pessoa inquieta, que gosta de estar em perigo", definiu.

A atriz adiantou que tanta intensidade terá consequências sérias na vida tanto de Celeste quanto de Leandro. "Acho que a Celeste é como se fosse um Leandro de saias. Ela é uma pessoa que não mede o perigo. E como diz minha mãe: 'quem semeia vento, colhe tempestade'", despistou.

Ela contou que considerou bem difíceis suas cenas do primeiro capítulo. "Teve essa segunda cena já com o Cauã na beira da estrada. E depois a cena em que o Cavalcanti apresenta a Celeste para o Leandro e ela finge que não o conhece. É uma curva quase vilanesca. Mas depois os sentimentos verdadeiros ficam. Vai ficando cada vez melhor. Como na vida, o caminho da Celeste é cíclico até chegar ao capítulo 10", garantiu ela, acrescentando que sentiu que o público foi muito receptivo ao primeiro capítulo.

Além de elogiar a direção de José Luiz Villamarim e toda a equipe da minissérie, Dira foi só elogios a Cauã e Osmar. "O Cauã é um príncipe, uma força da natureza, é um grande ator, tivemos um encontro artístico maravilhoso. E o Osmar é um ator muito intenso no sentido da entrega e da presença cênica. Estava duplamente fortificado, convalescendo de um problema sério, que ele conseguiu resolver, e essa superação deixa a pessoa mais forte", afirmou.

Reprodução




Clique aqui e faça seu comentário

0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Digite o código:
(Somente números)
CAPTCHA ImageRecarregar imagem
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Leia mais notícias sobre :

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2014 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados