ENQUETES

Qual sua expectativa em relação ao Governo Pedro Taques?

PUBLICIDADE

/ NOVO VERDÃO
Tamanho do texto A- A+

Consórcio Santa Bárbara/Mendes Junior vence a licitação

Resultado deve ser homologado na próxima semana; Sinfar vai avaliar itens propostos pelas empresas

Divulgação

Clique para ampliar

Maquete do novo Verdão, proposta pelo Governo do Estado e aprovada pela Fifa

ANTONIELLE COSTA/BRUNO GARCIA
DA REDAÇÃO

O consórcio Santa Bárbara/Mendes Júnior, formado pelas empresas Santa Bárbara Engenharia S/A e Mendes Júnior Trading e Engenharia S/A, acaba de registrar o menor preço para construção da "Arena Multiuso - Novo Verdão". E é vencedor da licitação para construção da obra.

A proposta do consórcio foi no valor de R$ 342 milhões, abaixo da previsão inicial da Secretaria de Infraestrutura do Estado (Sinfra), que estimava o preço em R$ 405 milhões.

Agora, a Sinfra irá analisar os preços de cada item da proposta, que somam aproximadamente 1,7 mil itens. Para realizar esse procedimento, os técnicos da secretaria terão cinco dias. A previsão inicial, caso não haja contestações, é de que o resultado seja homologado na próxima semana.

Seis consórcios estavam na disputa licitatória. A abertura dos envelopes aconteceu na Sala de Licitações da Sinfra, com início às 8h30. O estádio será palco dos jogos da Copa do Mundo de 2014, a serem realizados na subsede de Cuiabá.

O consórcio Paulitec/Recoma, formando pelas empresas Paulitec Construções Ltda. e Recoma Construções, Comércio e Indústria Ltda, foi inabilitado do certame.

Os demais consórcios apresentaram os seguintes valores:

Kallas - Usiminas: Kallas Engenharia Ltda. e Usiminas Mecânica S/A - R$ 348 milhões;

Pantanal: Construtora Sanches Tripoloni Ltda e Lotufo Engenharia e Construções Ltda. - R$ 349 milhões;

Contern - Viero: Contern Construções e Comércio Ltda e Construtora Viero Ltda. - R$ 357 milhões;

Construcap - Convap (Novo Verdão): Construcap - CCPS - Engenharia e Comércio S/A e Convap Engenharia e Construções S/A - R$ 369 milhões;

Novo Verdão

A empreiteira vencedora irá receber o projeto básico completo, envolvendo 52 tópicos de sua estrutura, que vão desde a iluminação do estádio à estrutura arquitetônica.

O estádio terá capacidade para 42,5 mil pessoas. Depois do Mundial, será utilizado como espaço para a realização de convenções, shows, feiras, entre outros eventos.

O complexo será construído no local que atualmente abriga o estádio Governador José Fragelli, o Verdão, no bairro do mesmo nome, e contará com total infraestrutura de restaurantes, estacionamentos, hotéis, lagos, bosque e pista para caminhada.

O primeira passo da obra será a demolição, que deve começar neste mês.

Os investimentos serão feitos com recursos da administração estadual. Além disso, o Governo estuda a possibilidade de contrair empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).




Clique aqui e faça seu comentário

12 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Digite o código:
(Somente números)
CAPTCHA ImageRecarregar imagem
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Vitorio Nilson  10.03.10 18h28
Muito bom pelo menos quem ganhou a obra são empresas de fora e o lucro vai ser investidos em outros estados e não vão correr o risco de investir aqui, valeu mais uma vez os imigrantes ganharam e povo daqui ficou chupando dedo nós temos que proteger muito esses empresários de fora que só vem ganhar dinheiro aqui e depois vão embora, a propria imprensa detona a nossa gente.
0
0
pedro renato  10.03.10 17h26
R$ 342 milhões + 25% de aditamento = R$ 427 milhões.....
0
0
Marcio  10.03.10 17h23
...assim, não se impressionem se houver construtoras daqui fazendo partes da obra. Isso é natural e deverá acontecer. Na obra da usina de Manso, havia caminhões de empresas daqui, construtoras cuiabanas fazendo serviços subempreitados, etc. Cabe aos órgãos competentes fiscalizar o repasse das verbas para a construção da Arena, principalmente porque teremos aporte de verbas públicas, federais e estaduais, no empreendimento. Não tenho certeza se haverá dinheiro do município no empreendimento.
0
0
Marcio  10.03.10 17h13
Pessoal, em obras dessa magnitude, nunca uma empresa só, consegue construir todo o empreendimento. Apesar da Mendes Júnior possuir renome internacional, ela ira´"subempreitar" diversas partes da obra. P.ex: Creio que deverá haver obras com asfalto em torno do estádio, assim, talvez, compense a Mendes Jr. repassar o serviço para outra empresa com experiência em asfaltamento, cuja a sede fique aqui, ao invés de montar uma usina de concreto betuminoso usinado a quente(cbuq) em Cuiabá. Para a parte de demolição do estádio, deve ser contratada uma empresa especializada. Já para a parte de terraplanagem, com certeza, devem ser locadas diversas máquinas de empresas de Cuiabá. O que acabei de dizer não quer dizer que irá acontecer, são apenas exemplos de como as coisas podem, ou não, acontecer...
0
0
Cuiabano  10.03.10 16h12
Eng. Marcio....quais empresas de MT tem estrutura pra sub empreitar uma obra dessas??? conta no dedo das mãos. Essa licitação foi realmente no menor preço e capacidade.
0
0

Leia mais notícias sobre :

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2014 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados