Enquete

Qual sua avaliação sobre a Copa em Cuiabá?

Ótima

Boa

Regular

Ruim

Péssima

  • parcial
  • votar

Publicidade

Publicidade

/ COPA DO MUNDO
Tamanho do texto A- A+

Governo garante ampliação do aeroporto para a 2014

Silval Barbosa assina convênio com a Infraero: Estado será responsável pela obra

Marcos Negrini/Secom-MT

Clique para ampliar

Governador e secretários assinam convênio que agiliza reforma do Aeroporto Marechal Rondon

DA REDAÇÃO

O governador Silval Barbosa e o presidente em exercício da Infraero, João Márcio Jordão, assinaram, em Brasília, um Termo de Acordo de Cooperação para a execução das obras de ampliação do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande.

O acordo prevê uma atuação em conjunto do Governo do Estado e União para dar celeridade às obras de ampliação do terminal e garantir o cumprimento do cronograma para a realização da Copa do Mundo de 2014, bem comoe ainda concorrer para sediar jogos da Copa das Confederações, em 2013.

Resultado de muita negociação por parte do Governo do Estado e de apoio da bancada federal, o acordo assinado na quinta-feira (3) divide reponsabilidades. Os recursos para investimento na obra de ampliação, estimados em R$ 87,5 milhões, são da Infraero e serão repassados por meio de um novo convênio.

O Estado vai  fiscalizar e acompanhar a elaboração dos projetos básicos e executivos das obras de ampliação. Após a entrega do projeto, previsto para setembro de 2011, começa a parte de licitação e contratação das obras que também será responsabilidade do governo estadual.

"Foi a forma que nós encontramos e a Infraero entendeu de agilizarmos as obras da Copa 2014, olhamos a Copa, mas olhamos acima de tudo o desenvolvimento e crescimento que Mato Grosso vem passando," disse Silval Barbosa.

Asinaram o termo de cooperação, além do governador, os secretários de Transportes e Pavimentação Urbana, Arnaldo Alves, e das Cidades, Nico Baracat. O secretário-extraordinário de Acompanhamento da Logística Intermodal de Transportes, Francisco Vuolo, foi um dos articuladores dessa negociação e já esteve na Infraero, em fevereiro, para agilizar esse processo.

Vuolo observou que a confiança depositada pela empresa é fruto de seriedade nas negociações e também da organização de Mato Grosso nas outras etapas de obras da Copa 2014.

Prazos

O Termo de Acordo de Cooperação estabelece o compromisso da Infraero de instalar um Módulo Operacional (será uma estrutura provisória instalada em frente ao terminal de desembarque com duas esteiras externas, banheiros e espaço climatizado). O pregão para contratação da obra deve ocorrer até abril e a conclusão em dezembro de 2011.

O projeto básico da obra de ampliação deve ser entregue em setembro e as obras iniciadas no início de 2012. Com isso, a conclusão se dará dentro do prazo previsto (dezembro de 2012) para permitir que Cuiabá concorra à Copa das Confederações. O presidente da Infraero, João Jordão, destacou que "os nossos aeroportos estarão prontos para a Copa".

O governador Silval Barbosa aproveitou a oportunidade e solicitou à diretoria da Infraero melhorias e ampliação também no setor de cargas. Silval apresentou dados que mostram o crescimento do Estado, maior produtor de grãos e carne. O diretor Jaime Parreira, reconheceu o crescimento de Mato Grosso e o aumento na demanda e garantiu que será feito um estudo sobre o assunto.

"Cuiabá teve um crescimento extraordinário nos últimos anos, vamos fazer um estudo junto à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para garantir a nossa parceria", disse Jaime Parreira. 







3 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Digite o código:
(Somente números)
CAPTCHA ImageRecarregar imagem
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

PAULO SERGIO DE VASCONCELOS  11.03.11 11h17
QUE SEJAM BREVES OS ESTUDOS E QUE RESOLVAM O PROBLEMA DO AEROPORTO DE CUIABÁ/VÁRZEA GRANDE. AINDA QUE MT NÃO ESTIVESSE CRESCENDO COM ESTÁ, "AQUILO" QUE DENOMINAM AEROPORTO NÃO CONDIZ COM A CAPITAL E COM MT. "AQUILO" JÁ CAUSAVA VERGONHA DESDE QUANDO CHEGUEI AQUI, EM 1982. É TÃO DECADENTE QUE NA CERTA O MÓDULO PROVISÓRIO JÁ SERÁ BEM MELHOR QUE "AQUILO", VISTO QUE PELO MENOS AS DUAS ESTEIRAS SERÃO MAIS NOVAS (ESPERA-SE) QUE AS QUE HOJE FUNCIONAM "NAQUILO".
0
0
Cássio  09.03.11 01h03
Vamos deixar de hipocrisia, cade a reforma da pista atual para 3000 mts ou construção de uma pista paralela de 3200 mts, a pista atual do aeroporto tem 2300 mts, como vai operar aeronaves do porte de um 777, A330, A340, 767 etc, se uma delegação estrangeira que participará da copa do mundo vier com um voo fretado direto do seu pais com uma destas esta aeronaves vai operar com restrições na pista atual, FALA SERIO O POVO Não É BURRO, VAMOS DEIXAR DE PALHAÇADA...
0
0
Jomax Freitas  04.03.11 09h55
Parabéns ao governo do Estado de Mato Grosso, pois ninguém mais aguentava a incompetência do ex-superintendente da Infraero aqui em MT. Contudo, recomendo que em razão de que já esperamos tanto tempo para a ampliação do aeroporto, não se faz mais necessário a instalação do tal "módulo operacional", que além de ser provisório, ou seja, logo depois vai ser desinstalado, vai custar mais de R$ 2.500.000,00 para ficar menos de um ano e meio em operação. Pra falar a verdade, eu defendo a construção de um outro aeroporto em outro lugar, pois no atual local está muito problemático.
0
0

Leia mais notícias sobre :

Publicidade

Publicidade

Publicidade

1999-2014 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados