ENQUETES

Na sua opinião, qual o principal problema de Mato Grosso?

PUBLICIDADE

/ EXECUÇÃO NO JARDIM FORTALEZA
Tamanho do texto A- A+

Assassinato de Auro Ida provoca cobrança na Assembleia

Deputado quer convocação de delegado que já saberia quem é o matador do jornalista

Jupirany Devillart/AL

Clique para ampliar

Percival Muniz quer esclarecimentos a respeito da suposta descoberta do criminoso que matou Auro Ida

RAFAEL COSTA
DA REDAÇÃO

A Assembleia Legislativa vota, na sessão noturna desta quarta-feira (10), requerimento de autoria do deputado estadual Percival Muniz (PPS), que convoca o secretário de Segurança Pública, Diógenes Curado, e o delegado titular da Delegacia de Homicídio e Proteção às Pessoas (DHPP), Antônio Carlos Garcia.

As duas autoridades serão convidadas a explicar o andamento das investigações sobre a morte do jornalista Auro Ida. O profissiobal foi executado com seis tiros, na madruugada do dia 22 de julho, no bairro Jardim Fortaleza, na periferia de Cuiabá.

A convocação se deve a uma reportagem do Midianews, na qual o delegado Antônio Garcia afirmou que a Polícia Civil já saberia quem matou Auro Ida. "Já sabemos quem matou (Auro Ida). Precisamos conseguir as evidências do autor do homicídio", disse Garcia.

"Se o delegado identificou o criminoso, por que não encaminhou à Justiça o pedido de prisão? Queremos saber se tem alguma pressão vinda de algum setor para não tomar providências", observou Percival Muniz.

O deputado ainda cobrou empenho das autoridades para desvendar o assassinato. "O mínimo que o Estado pode assegurar à família do Auro Ida é elucidar este crime e punir o criminoso", disse.

Intervenção

Um requerimento solicitando que aprovação, pelo Plenário da Assembleia Legislativa, de um pedido de intervenção do Ministério da Justiça na Segurança Pública de Mato Grosso,  foi protocolado pelo deputado estadual Percival Muniz. O pedido vai à votação na sessão desta quarta-feira.

O parlamentar justificou seu pedido com base na morte de dois prefeitos de Mato Grosso, em 15 dias, e a execução do jornalista Auro Ida.

"Um Estado rico como Mato Grosso tem que ter o sistema de Segurança Pública bancado por Brasília. Mato Grosso tem divisa com um país tradicionalmente conivente com o tráfico de drogas e a receptação de carros roubados, que é a Bolívia. O Estado não tem dado conta do recado e o governador deve ser o primeiro a aprovar essa atitude", completou o deputado.




Clique aqui e faça seu comentário

1 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Digite o código:
(Somente números)
CAPTCHA ImageRecarregar imagem
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

patricia  10.08.11 22h48
ja demorou demais o minimo que devem a nos familiares de auro e realmente desvendar esse crime horrendo facam valer seus postos achem o criminoso a facao pagar embora nao va adiantar muito uma vida foi tirada de maneir brutal antes que caiao no esquecimento da impunidade punicao pesada para esse cara e para quem mandou acho que e o minimo do minimo
0
0

Leia mais notícias sobre :

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2014 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados