Enquete

Na sua opinião, o TSE deve aprovar a candidatura de Riva ao Governo?

Não

Sim

Tanto faz

  • parcial
  • votar

Publicidade

Publicidade

/ CONFUSÃO NA LAGOA TREVISAN
Tamanho do texto A- A+

Tiroteio na madrugada deixa 4 feridos; dois são PMs

Briga envolveria casal e os policiais militares, que não estavam de serviço

MidiaNews

Clique para ampliar

Lagoa Trevisan, em Cuiabá: área de lazer vira palco de confusão, com tiroteio envolvendo militares

DA REDAÇÃO

Um tiroteio, na madrugada de domingo(2), na Lagoa Trevisan (na Rodovia dos Imigrantes, próximo ao trevo de acesso a Santo Antonio de Leverger), em Cuiabá, terminou com quatro feridos a tiros, sendo dois policiais militares.

Trata-se do PM Bruno Cardoso Nunes da Silva, 27, lotado em Campo Verde (131 km ao Sul da Capital), e Wilson Ferreira Rodrigues Júnior, 22, lotado no 4º Batalhão, em Cuiabá.

Além deles, ficaram feridos Thais Rodrigues da Silva Barros, 19, com um tiro na perna, e Joilson Nunes de Lima,  21, com um tiro de raspão na perna.

Os dois militares foram levados para o Pronto-Socorro de Várzea Grande (PSVG). Baleado no tórax, Bruno foi submetido a uma intervenção cirúrgica e ficou em observação.

O outro militar, atingido por dois tiros, também foi operado e, devido à gravidade, foi transferido para o Pronto Socorro de Cuiabá.

PMs que atenderam a ocorrência apreenderam um revólver calibre 38 com seis munições deflagradas. Com Wilson, foram apreendidas cinco munições deflagradas.

Conforme o relato de Thais, tudo começou com uma briga envolvendo um casal. Bruno se identificou como policial – ele estava em trajes civis – e tentou intervir na situação. Em seguida, ele se virou e sentiu uma dor forte na perna. “Não vi mais nada. Só escutei tiros”, relatou a PMs que atenderam a ocorrência.

Testemunhas disseram que havia mais pessoas armadas e começaram a atirar. Apontam um homem com uma camiseta do Flamengo, que teria atirado mais.

Até agora, a Polícia não sabe quem atirou nas vítimas, mas as munições deflagradas apreendidas com os PMs indicam que eles podem ter atirado também.

Assim que foram acionados, policiais militares estiveram no local e encontraram o pátio vazio – as vítimas foram socorridas por populares e quem estava por lá de carro, tratou-se de ir embora.

Horas depois, os PMs foram informados de quatro baleados procuraram o PSVG. Só então, descobriram que havia dois policiais militares baleados. 

A Polícia Civil está apurando os motivos da confusão que originou o tiroteio.







5 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Digite o código:
(Somente números)
CAPTCHA ImageRecarregar imagem
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

edevaldo de arruda leite  04.10.11 12h54
Na minha opinião os orgãos de segurança deveriam, dar mas atenção a população em termos lazer, para não deixar os maconheiros dominar esses locais, como acontece na ponte de ferro, coxi´pó do ouro; pois esta lagoa é um local, aonde rola drogas, prostituição,consumo de alcool por menores,e varios outros ilicitos,não tem fiscalização por parte do proprietario, e da policia é uma verdadeira bagunça, e pessoas de boa indole ,cidadãos de bem, não vai em um local desses ,que na minha opinião, deveria ser fechado ,até que o responsavel desce segurança aos seus frequentadores,e a policia inibir os usuarios de drogas, que aoende essa raça vai destroi o ambiente familiar.
0
0
Leandro  03.10.11 23h36
Penso que devemos ter muito cuidado ao generalizar as coisas, pois cada caso é distinto, e também quero lembrar que o policial é militar 24h por dia, e tem que agir sim, pois quando ele se omite, comete crime também, generalizar é coisa de sensacionalista...
0
0
João Menna Neto  03.10.11 17h11
Agora virou moda: deu confusão, tem policial militar, sem farda, no meio. O comando da PM precisa explicar aos integrantes da gloriosa força militar, principalmente aos subalternos fora de serviço, que policial é para intervir com sensatez e equilíbrio, visando acalmar, apaziguar os ânimos, e não para agir com truculência, prepotência, inflamando, ainda mais, um ambiente áspero e de conflito. Autoridade não se impõe pela força bruta e nem pelo emprego da violência.
0
0
Edson Silva  03.10.11 15h56
Esta ocorrência deve ser acompanhada de perto pela o orgão correicional da PM, e pela Polícia Civil e ser verificada in loco oque realmente aconteceu, porque há controvésias nas declarações dadas por estas vitimas.
0
0
Roberto  03.10.11 13h47
Deviam fechar essa tal "Lagoa", que mais parece um fumódromo, e lugar de prostituição..... tá ganhando do Rock in Rio...... agora a moda é Rock in Lagoa
0
0

Leia mais notícias sobre :

Publicidade

Publicidade

Publicidade

1999-2014 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados