ENQUETES

Como você avalia o atendimento do Detran-MT?

PUBLICIDADE

Política / MEIO AMBIENTE
02.04.2013 | 10h24
Tamanho do texto A- A+

MPE investiga empresa de pescado por suposto crime

Delicious Fish estaria despejando resíduos em área de proteção permanente

Reprodução

Clique para ampliar

A promotora de Justiça Luiza Ávila Peterlini de Souza, que investiga suposto crime ambiental

ISA SOUSA
DA REDAÇÃO
O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou um inquérito civil contra o frigorífico Delicious Fish Indústria e Comércio de Pescado Ltda. por suposto crime ambiental. De acordo com a autora da ação, a promotora de Justiça de Defesa do Meio Ambiente Natural, Luiza Ávila Peterlini de Souza, a empresa estaria jogando resíduos líquidos em uma Área de Preservação Permanente (APP), sem o tratamento adequado.

No inquérito, a promotora solicitou a retificação do registro de autuação, o desapensamento dos autos e seu encaminhamento à Delegacia Especializada de Meio Ambiente, que deverá instaurar inquérito policial.

A promotora solicitou que seja designado um perito para realizar vistoria na área que o frigorífico estaria depositando os resíduos e realizar um diagnóstico ambiental do local, onde aponte os danos ambientais causados pelo empreendimento.

Luiza Ávila também solicitou medidas que podem vir a ser tomadas pela empresa para a reparação do meio ambiente, bem como pede que o perito faça um cálculo da possível indenização não passíveis de recuperação.

Os pedidos foram feitos no dia 4 de março e a promotora estipulou um prazo de trinta dias para apresentação do relatório.

Delegacia

Por meio de sua assessoria de imprensa, a Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema) informou que o inquérito policial contra a Delicious Fish ainda está correndo e sendo apurado.

Ainda segundo a assessoria, processos ambientais requerem perícias mais detalhadas e, por isso mesmo, são mais demorados.

A Dema lembrou também que não é a primeira vez que a empresa sofre com problemas ambientais: a Delicious Fish já sofreu embargos por parte da Secretaria de Estado de Meio Ambiente por falta de licença ambiental.

Outro lado

A Delicious Fish foi procurada pela reportagem por meio dos contatos disponíveis em sua página na internet. No telefone do frigorífico, localizado em Cuiabá, ninguém atendeu.

No escritório da empresa na área de psicicultura e indústria de rações, em Sinop, a secretária afirmou que informações sobre o caso poderiam ser fornecidas apenas pelo escritório na Capital.



Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados