Cuiabá, Domingo, 24 de Março de 2019
CRISE NA SAÚDE
14.03.2019 | 10h05 Tamanho do texto A- A+

Câmara entrega a Emanuel pedido de intervenção na Santa Casa

Hospital filantrópico atravessa uma grave crise e interrompeu os atendimentos na segunda-feira

Davi Valle

O prefeito Emanuel Pinheiro, entre os vereadores Misael Galvão, Luís Cláudio e Chico 2000

DA REDAÇÃO

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) recebeu na noite de quarta-feira (13) o requerimento da Câmara que solicita a intervenção, via requisição administrativa, na Santa Casa de Misericórdia. 

 

O requerimento foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal, Misael Galvão, pelo relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga os contratos com os Hospitais Filantrópicos, vereador Chico 2000, e pelo vereador Luís Cláudio. 

 

“Nós entendemos que somente o Poder Executivo pode fazer essa intervenção. Temos que buscar todas as forças políticas, o Governo Federal e Estadual e o Ministério Público. A Santa Casa não atende somente pacientes da Capital e sim de todo o Estado. Acredito no prefeito tem a capacidade para resolver essa situação”, afirmou Misael Galvão. 

 

O prefeito afirmou aos vereadores que está trabalhando com a equipe técnica para encaminhar os pacientes, principalmente as crianças, para unidades de referência como o Hospital de Câncer. 

 

“Estamos em uma força-tarefa buscando soluções. São vidas que precisam de cuidado e não vamos deixar essas pessoas desassistidas. Vamos trabalhar em conjunto com os deputados, vamos também procurar o Estado”, afirmou o prefeito.

 

A indicação foi aprovada pelos vereadores em sessão plenária realizada na última terça-feira (12) e encaminhada para a CPI.  

 

“Inicialmente, me posicionei contra a intervenção, mas avalio que é a melhor alternativa, pois precisamos de medidas urgentes. Por isso, aceleramos o encaminhamento do documento para o prefeito Emanuel Pinheiro. A Câmara Municipal não poderia virar as costas para essa situação, esse é o papel do Legislativo, conhecer as necessidades e trazer essas reinvindicações ao Poder Executivo”, comentou Chico 2000.

 

Entenda o caso

 

A direção da Santa Casa paralisou os atendimentos no início desta semana. A Prefeitura de Cuiabá pontuou que foram repassados R$ 24,8 milhões para a instituição, mas os serviços hospitalares não foram executados. 

 

Em relação aos R$ 3,6 milhões que o Poder Executivo se comprometeu em ajudar a unidade como forma de adiantamento em troca de serviços, a Prefeitura diz que recebeu uma recomendação da Controladoria Geral do Estado para que não seja feito nenhum repasse ao hospital.




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia