Cuiabá, Domingo, 24 de Março de 2019
APÓS AVC
20.01.2017 | 17h01 Tamanho do texto A- A+

Reitora da UFMT recebe alta e continuará tratamento em casa

Myrian Serra estava internada desde dezembro, após ter sofrido um acidente vascular cerebral

Arquivo

A reitora da UFMT, Myrian Serra, que recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira (20)

ÉRIKA OLIVEIRA
DA REDAÇÃO

A reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Myrian Serra, recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira (20), após quase dois meses internada para tratar de um acidente vascular cerebral.

 

Ela deixou o hospital, mas permanecerá em tratamento médico domiciliar com acompanhamento de uma equipe clínica e neurocirúrgica.

 

Por meio de nota, a assessoria da universidade afirmou que Myrian está “acordada, consciente, conversando e andando com auxílio”.

 

“Segundo o neurocirurgião que acompanha o caso desde o início, as tomografias seriadas realizadas não mostraram lesões significativas no tecido cerebral”, diz trecho da nota.

 

Conforme a assessoria, o médico Giovani Mendes – responsável pelo tratamento da reitora - explicou que ela teve uma evolução favorável desde o acidente, garantindo a expectativa de que Myrian não sofrerá sequelas graves.

A partir de agora vamos fazer um acompanhamento a longo prazo, estamos otimistas

 

“Isso dá uma grande chance de recuperação total. A partir de agora vamos fazer um acompanhamento a longo prazo, estamos otimistas”, disse o médico.

 

O caso

 

Myriam passou mal enquanto aguardava o início do espetáculo “Canta Beatles”, que seria apresentado pelo Coral da UFMT, no teatro da Universidade, no dia 10 de dezembro.

 

Médicos que estavam no local para assistir à apresentação prestaram os primeiros atendimentos à Myrian, que posteriormente foi encaminhada para a unidade hospitalar.

 

Logo após ser socorrida e levada para o Santa Rosa, a reitora “foi submetida a um exame de tomografia computadorizada de crânio, que constatou o diagnóstico de hemorragia subaracnóide (acidente vascular cerebral hemorrágico)".

 

Ela estava internada em coma induzido desde o dia em que ocorreu o incidente. No dia 4 de janeiro, a reitora deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Rosa e foi encaminhada para um quarto da unidade de saúde.

 

Histórico

 

Myrian Serra assumiu a reitoria da UFMT em outubro de 2016, em substituição a Maria Lucia Cavalli Neder.

 

Ela é doutora em alimentos e nutrição e ocupou os cargos de coordenadora de Curso, diretora de Faculdade, pró-reitora de Ensino e Graduação e pró-reitora de Assistência Estudantil da UFMT.

 

Leia mais:

 

Reitora da UFMT sofre AVC e é internada em estado grave

 

Estado de reitora da UFMT é grave e ela ficará em coma induzido

 

Reitora continua em coma induzido; estado é grave, mas estável

 

Reitora tem leve melhora; quadro de saúde ainda é grave

 

Após quase um mês, reitora da UFMT tem melhora e deixa UTI




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
1 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

ROMILDO GONÇALVES  21.01.17 07h59
FORÇA E FÉ QUERIDA MIRIAM, LOGO LOGO VOCÊ ESTARÁ DE VOLTA EM NOSSA CASA DO SABER. PODE ESTAR CERTA DISSO, PORQUE A FORÇA DE DEUS É MAIOR.
11
0