Cuiabá, Segunda-Feira, 17 de Dezembro de 2018
Fogo Amigo
16.04.2018 | 11h21 Tamanho do texto A- A+

Álcool e direção

Advogado de médica não fala sobre o caso

DA REDAÇÃO
Renata do Carmo Evaristo Parreira

A juíza Renata do Carmo Evaristo Parreira, que decretou a preventiva

O advogado Giovani Santin, que defende a médica Letícia Bortolini, acusada de atropelar e matar o vendedor Francisco Lúcio Maia, preferiu não dar maiores detalhes sobre o caso e a linha de defesa.

 

No momento, segundo ele, todas as atenções estão voltadas ao processo. A expectativa é que o caso seja redistribuído nesta segunda-feira (16), à Vara de Delito de Trânsito.

 

No domingo, a  juíza Renata do Carmo Evaristo Parreira, da 9ª Vara Criminal, decretou a prisão preventiva da médica, que está no presídio feminino Ana Maria do Couto May.

 

Ela negou um pedido da defesa, que tentou converter a prisão em domiciliar, mediante pagamento de fiança




Leia mais notícias sobre Fogo Amigo:
Dezembro de 2018
16.12.18 11h00 » Deu na Folha
16.12.18 09h30 » Bomba para Mendes
16.12.18 08h00 » Nas redes
15.12.18 16h00 » O sobrevivente
15.12.18 11h27 » Um voto
15.12.18 11h01 » Caso Miraglia
15.12.18 09h20 » Lista dos milionários
15.12.18 08h00 » Carros da AL
14.12.18 18h22 » Panos quentes
14.12.18 14h30 » Deu na Época