Cuiabá, Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2019
Fogo Amigo
10.06.2018 | 16h40 Tamanho do texto A- A+

"Aloprados"

Empresa do caso Antero é reincidente

DA REDAÇÃO

Antero 290816

O ex-senador Antero Paes de Barros

A empresa Leyroz de Caxias Indústria e Comércio Ltda., distribuidora da cervejaria Itaipava e acusada de fazer pagamento por meio de uma triangulação para a campanha ao Senado do tucano Antero Paes de Barros, em 2010, já figurou em outro escândalo em Mato Grosso.

 

A distribuidora foi citada no "Escândalo dos Aloprados" - uma articulação para venda de um dossiê contra candidatos tucanos na eleição de 2006Neste caso, a empresa levantou dinheiro em um esquema montado para favorecer o Partido dos Trabalhadores.

 

No episódio de Antero, que veio à tona nesta semana, a distribuidora teria encaminhado cerca de R$ 80 mil ao candidato a título de financiamento de campanha. Na verdade, a doação teria sido feita a pedido da Odebrecht, atendendo ao ex-presidente FHC.

 

As informações foram obtidas pelo jornal O Globo, por meio de cruzamento de informações entre a planilha paralela da Odebrecht, apreendida em uma das fases da Lava Jato, e a prestação de contas de Antero.

 

Conforme denúncia, Antero ainda teria recebido R$ 20 mil de uma empresa chamada Praiamar – tanto ela como a Leyroz de Caxias são ligadas ao Grupo Petrópolis.




Leia mais notícias sobre Fogo Amigo:
Janeiro de 2019
21.01.19 16h31 » Problemas cardíacos
21.01.19 13h57 » Freud explica?
21.01.19 11h00 » Deu no Globo
21.01.19 09h35 » Protesto
21.01.19 08h47 » Editorial da Folha
21.01.19 07h55 » Staff de Mendes
20.01.19 17h10 » Vacas magras
20.01.19 15h00 » Em Lucas
20.01.19 11h04 » Dança e atropelamento
20.01.19 08h45 » Esqueletos no armário