Cuiabá, Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2019
Fogo Amigo
14.09.2018 | 08h40 Tamanho do texto A- A+

Começo e fim

Parcelamento de dívidas desgasta Taques

DA REDAÇÃO

Pedro Taques 03-09-2018

O governador Pedro Taques: polêmicas sobre parcelamentos

Se há um ponto que possa unir o começo e o final do mandato do governador Pedro Taques (PSDB) é a polêmica que se envolveu por decidir parcelar o pagamento de fornecedores.

 

No início de seu mandato, o tucano apresentou um projeto à Assembleia Legislativa denominado “Bom Pagador”.

 

Uma das três modalidades de pagamento de restos a pagar da gestão de Silval Barbosa previa o parcelamento até 2017. À época, a oposição fez barulho em cima da proposta, principalmente por meio do então deputado Emanuel Pinheiro (MDB). Foi o primeiro desgaste do chefe do Executivo no Parlamento.

 

Agora, já no final de seu mandato – ele concorre à reeleição –, Taques baixou um decreto parcelando suas próprias dívidas com fornecedores. Caso não se eleja, ficará para o próximo governador a conta.

 

No Legislativo, a oposição, desta vez capitaneado por Janaina Riva, tenta derrubar a medida por meio de um decreto legislativo. Ela, inclusive, vem taxando Taques de “mau pagador”, ironizando o nome do primeiro projeto.




Leia mais notícias sobre Fogo Amigo:
Janeiro de 2019
22.01.19 14h38 » Pecuária em "crise"
22.01.19 10h20 » Grampolândia
22.01.19 08h40 » Ao vivo
22.01.19 08h20 » Déficit e pagamentos
21.01.19 16h31 » Problemas cardíacos
21.01.19 13h57 » Freud explica?
21.01.19 11h00 » Deu no Globo
21.01.19 09h35 » Protesto
21.01.19 08h47 » Editorial da Folha
21.01.19 07h55 » Staff de Mendes