Cuiabá, Sábado, 16 de Fevereiro de 2019
Fogo Amigo
10.02.2019 | 10h00 Tamanho do texto A- A+

Corrida ao TCE

Assembleia age com cautela para evitar nova judicialização

O procurador-geral Grhegory Paiva Maia: precaução para evitar novo "entrave" na Justiça

DA REDAÇÃO

A Assembleia Legislativa está se precavendo de todos os meios para evitar que a disputa por uma vaga no Tribunal de Contas do Estado vá parar na Justiça.

 

“Hoje, tudo pode ser judicializado, mas nós estamos evitando ao máximo os pontos de judicialização”, disse o procurador-geral Grhegory Paiva Maia.

 

A extrema cautela tem motivo. A cadeira de indicação da Assembleia estava sub judice desde 2014 e foi liberada apenas no último dia 31.

 

“O Regimento Interno já prevê o rito, mas é muito genérico. E, diante de toda essa exigência da população, dos movimentos, das organizações, o presidente atual [Eduardo Botelho] acabou seguindo uma diretriz nacional. Ali, ele baixa um ato de competência que não inova, mas regulamenta o que já esta previsto”, explicou.

 




Leia mais notícias sobre Fogo Amigo:
Fevereiro de 2019
15.02.19 17h33 » "Supersalários"
15.02.19 13h04 » Contra o Fethab
15.02.19 10h45 » Moralidade
15.02.19 08h25 » Deu na Folha
14.02.19 21h28 » Encruzilhada
14.02.19 21h27 » Foco na cadeira
14.02.19 14h50 » Pegando o "ritmo"
14.02.19 10h00 » Deu no Antagonista
14.02.19 09h40 » Péssimo exemplo
14.02.19 09h39 » Cadê o protesto?