Cuiabá, Quinta-Feira, 21 de Fevereiro de 2019
Fogo Amigo
13.03.2018 | 09h45 Tamanho do texto A- A+

Operação Bereré

Advogado: R$ 840 mil foram de honorários

DA REDAÇÃO

alexandre slhessarenko

O advogado Alexandre Slhessarenko, que prestou serviços para a EIG Mercados

Em depoimento ao Gaeco, no último dia 21 de fevereiro, o advogado Alexandre Slhessarenko afirmou que os R$ 840 mil que recebeu da EIG Mercados Ltda se referem a pagamento de honorários.

 

A movimentação financeira foi revelada pelas investigações da Operação Bereré, que apura esquema de corrupção e pagamento de propina no Detran-MT, na gestão do ex-presidente Teodoro Moreira Lopes, o Dóia.

 

Segundo Slhessarenko, ele foi contratado pelo então executivo da empresa Valter José Kobori, em julho de 2015.

 

O advogado – que é filho da ex-senadora Serys Slhessarenko – disse que em maio de 2017 foi avisado pela EIG Mercados que Kobori não atuava mais na empresa, e que na ocasião teve seus serviços dispensados.




Leia mais notícias sobre Fogo Amigo:
Fevereiro de 2019
21.02.19 09h32 » "Traidores do povo"
21.02.19 09h00 » Bermuda e chinelo
21.02.19 08h55 » Sem faculdade
20.02.19 23h00 » Pressão diária
20.02.19 22h48 » Casa dos Horrores 2
20.02.19 18h00 » Conduta ilibada
20.02.19 15h54 » Candidatos ao TCE
20.02.19 12h40 » Promessa de campanha
20.02.19 09h31 » Salvo pelo gongo
20.02.19 07h45 » Rei do Gado