ENQUETES

Qual sua expectativa sobre a seleção brasileira nesta Copa?

PUBLICIDADE

Polícia / MISTÉRIO NA PCE
14.03.2018 | 09h25
Tamanho do texto A- A+

Detento morre no dia em que seria transferido para SP

Suspeito teria matado fiscal de caixa em Piracicaba; ele seria ouvido nesta quarta-feira (14)

Reprodução

Clique para ampliar

O detento Jordan Rafael Braz Arruda (no detalhe), que morreu nesta terça-feira

JAD LARANJEIRA
DA REDAÇÃO

O detento Jordan Rafael Braz Arruda foi encontrado morto na Penitenciária Central do Estado nesta terça-feira (13). A principal suspeita é de que ele tenha sido envenenado.

 

Jordan havia sido preso no dia 6 de março, em Poconé. Ele seria transferido para o Estado de São Paulo ainda ontem, para ser ouvido em inquérito.

 

O presidiário era suspeito pela morte do fiscal de caixa Luis Fernando Moura, de 30 anos, em Piracicaba (SP).

 

Conforme a assessoria de imprensa da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), não foram encontradas marcas de agressão no corpo dele. E, e apesar das suspeitas de envenenamento, somente a perícia do Instituto Médico Legal poderá apontar a causa da morte.

 

Um procedimento interno será instaurado para apurar a responsabilidade dos presos que estavam na mesma cela. Um inquérito também foi aberto pela Polícia Civil.

 

Latrocínio em Piracicaba

 

O crime aconteceu no dia 14 de fevereiro, quando Luis saiu de casa para encontrar com amigos no shopping da cidade.

 

A família registrou um boletim de ocorrência, após o rapaz não voltar para a casa.

 

O corpo foi encontrado no dia 16, em um matagal às margens do Bairro Santa Rosa. Luis estava com diversos ferimentos no rosto.

 

O veículo da vítima foi encontrado queimado no dia 17, em uma Rua no Bairro Jardim Gilda, em Piracicaba.

 

Segundo a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São Paulo, a intenção do suspeito era apenas roubar dinheiro e o carro do fiscal, mas acabou o matando com medo de ser preso.

 

Conforme as investigações preliminares, a vítima havia recebido uma verba rescisória no dia de seu desaparecimento. O caso ainda segue sendo investigado.

 

 

 

 

 

 




Clique aqui e faça seu comentário


1 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Paulo Boss  14.03.18 12h56
Paulo Boss, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados