Cuiabá, Sábado, 16 de Fevereiro de 2019
BATIDA POLICIAL
11.02.2019 | 17h17 Tamanho do texto A- A+

Homem vendia remédios controlados e anabolizantes em Cuiabá

Com o suspeito, os policiais encontraram carimbos falsos de médicos para autenticar receituário

Assessoria/PJC-MT

Material apreendido na casa de J.H.B.S, de 32 anos, no Bairro Altos da Serra

DA REDAÇÃO

Um homem suspeito de traficar anabolizantes e comercializar medicamentos controlados foi preso na manhã desta segunda-feira (11), em ação conjunta desencadeada pela Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), e Vigilância Sanitária de Cuiabá (Visa).

 

A prisão do suspeito - identificado pelas iniciais J.H.B.S., 32 anos - ocorreu no Bairro Altos da Serra I, em Cuiabá, após denúncia de suposto comércio de medicamentos controlados, anabolizantes, além do uso de carimbo médicos para autenticar receituários.  

 

Durante a averiguação, os investigadores da Decon constaram a procedência das informações recebidas e foi montada a ação realizada nesta segunda-feira (11).

 

No local, foram encontrados medicamentos e produtos de interesse da saúde (medicamentos da lista C5), receitas, carimbos médicos.

 

A Vigilância Sanitária lavrou termo de apreensão referente aos produtos encontrados na residência.

 

O suspeito foi conduzido à Delegacia de Entorpecentes (DRE) e deverá ser autuado em crimes contra a incolumidade pública dentro do Artigo  273 § 1º E 1º "B" do Código Penal - falsificar, corromper, adulterar ou alterar produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais -, e tráfico de ilícito de drogas.

 

Os medicamentos e anabolizantes estão elencados na portaria 344/98 da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), sendo considerado como entorpecentes. 

 

Ele será apresentado em audiência de custódia.




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia