Cuiabá, Segunda-Feira, 21 de Janeiro de 2019
PERSEGUIÇÃO
11.01.2019 | 08h05 Tamanho do texto A- A+

Quadrilha rouba transportadora, troca tiros com a Rotam e é presa

Suspeitos tentavam levar carregamento de agrotóxicos e vacinas de animais; três foram baleados

MidiaNews

Equipe da Rotam flagrou suspeitos tentando fugir do local do crime

BIANCA FUJIMORI
DA REDAÇÃO

Seis homens foram presos após uma troca de tiros com policiais da Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) em uma transportadora localizada no Bairro Distrito Industrial, em Cuiabá. O caso ocorreu na noite dessa quinta-feira (10).

 

O sargento André Luiz, da Rotam, informou que pelo menos 10 pessoas tentaram assaltar a empresa Transete, na Rua O.

 

A equipe da Rotam recebeu uma informação de que um carro Logan foi abordado por policiais militares e estava carregado com objetos roubados da transportadora.

 

Diante das informações, os policiais se deslocaram até o local do assalto. Ao chegarem, os militares se depararam com os bandidos fugindo em um veículo.

 

Os suspeitos chegaram a apontar armas para a Rotam, que atirou contra os assaltantes. No entanto, o carro continuou em fuga, segundo o sargento.

 

Pouco depois, os seis assaltantes pararam o automóvel e foram presos imediatamente. Com a troca de tiros, três dos criminosos foram baleados e encaminhados para o Pronto Socorro de Cuiabá.

 

Com os suspeitos, foram apreendidas duas armas calibre 38 e um fuzil falso.

 

Ainda de acordo com o sargento André Luiz, os ladrões tinham como objetivo levar um caminhão carregado com agrotóxicos e vacinas de animais.

 

O policial acredita que o roubo foi encomendado e a carga já tinha comprador.

 

O carregamento e os objetos roubados pela quadrilha foram recuperados pela Rotam.




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia