ENQUETES

Você vai assistir ao horário eleitoral gratuito na TV?

PUBLICIDADE

Política / SEM TRAIÇÃO
13.02.2018 | 08h25
Tamanho do texto A- A+

Garcia: grupo não é obrigado a manter apoio a Taques em 2018

Deputado defendeu posicionamento de Mauro Mendes em relação à gestão de Pedro Taques

Alair Ribeiro/MidiaNews

Clique para ampliar

O deputado federal Fabio Garcia e o governador Pedro Taques: críticas de Mauro Mendes

DOUGLAS TRIELLI
DA REDAÇÃO

O deputado federal Fabio Garcia (DEM) negou que as críticas de seu “padrinho político”, o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), à gestão do governador Pedro Taques (PSDB) sejam a indicação de uma eventual “traição” ao projeto de reeleição do atual chefe do Executivo.

 

Em entrevista na semana passada, Mauro atribuiu ao aliado parcela de responsabilidade em relação à crise enfrentada pelo Governo do Estado. Criticou aumento do duodécimo dos Poderes em 2015.

 

Para Fábio, tanto ele quanto Mendes firmaram compromisso de apoio entre 2015 e 2018. Para as eleições deste ano, ele defendeu que o grupo sente novamente e avalie o desempenho do tucano.

 

Apoiamos Taques de 2015 a 2018 e temos a obrigação de sentarmos e discutirmos para a próxima eleição

“Não entendo que exista alguma traição. Meu entendimento é que apoiamos Taques de 2015 a 2018 e temos a obrigação, como homens públicos, de sentarmos e discutirmos para a próxima eleição qual o melhor caminho para Mato Grosso. Ninguém tem compromisso de dar continuidade a um governo por obrigação. E se você não tem obrigação, não existe traição”, afirmou.

 

Para o parlamentar, as avaliações negativas de Mauro em relação à gestão tucana não significam que o ex-prefeito entenda, desde agora, que o melhor caminho é romper a aliança com Taques, que vem desde as eleições de 2010.

 

“Acho que qualquer cidadão tem liberdade de fazer crítica, observação, a qualquer governo. E isso não significa nada. Pior é as pessoas ficarem alheias ao processo, não ajudarem ou não se posicionarem. Não vejo nada demais no posicionamento do Mauro”, afirmou.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

“Companheiro não é só para bater palma”, diz Botelho sobre Mauro

 

“Jogar a culpa na crise é coisa de quem não fez a lição de casa”

 

“Falar em traição é conversa fiada; temos o direito de mudar”

 




Clique aqui e faça seu comentário


13 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Alzite  14.02.18 09h03
Alzite, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
Fernando   14.02.18 02h28
Quem não tem competência não se estabelece, as eleições são definidas a cada 4 anos e só se reelege quem se credenciou a reeleição, na minha opinião não é o caso de Pedro Taques.
35
6
Flavio  14.02.18 00h28
Mauro Mendes eo melhor para Matogrosso
29
10
Flavio  14.02.18 00h27
Flavio, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
O atalaia  13.02.18 22h25
O atalaia, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web