Cuiabá, Segunda-Feira, 21 de Janeiro de 2019
PASTAS DE MENDES
12.01.2019 | 17h00 Tamanho do texto A- A+

"Gestão vai ter foco no controle dos contratos e aquisições”

Pasta irá repassar responsabilidade da produção da LOA e LDO para Secretaria de Fazenda

Christiano Antonucci/ GCom-MT

O secretário de Estado de Gestão e Planejamento, Basílio Bezerra

DOUGLAS TRIELLI
DA REDAÇÃO

Resultado da fusão de duas Pastas, a Secretaria de Gestão e Planejamento terá como foco o controle dos contratos e aquisições do Governo. A informação é do secretário Basílio Bezerra.

 

Em conversa com a imprensa, o secretário disse que a Gestão continuará concentrando as licitações do Estado, mas que também irá descentralizar outras responsabilidades.

 

“A secretaria de Gestão e Planejamento vai ter um foco muito grande no controle dos contratos, aquisições e na diminuição e custos dos serviços prestados na administração pública”, disse.

 

“Todas as licitações corporativas do Estado continuarão sendo executados pela secretaria. Inclusive, vamos dar um poder maior nesse sentido. Mas, óbvio, dentro do processo de modernização, tudo aquilo que não for necessário estar centralizado, vamos descentralizar até para deixar o processo mais célere, mais rápido”, afirmou.

 

Se eu tiver comprando R$ 2 mil de água mineral, a Seges tem que dar aval. Isso é uma burocratização totalmente fora do comum

Segundo Basílio, um dos problemas são as atas de registro de preço, em que qualquer tipo de adesão necessita de ter aval da pasta.

 

“Então, se eu tiver comprando R$ 2 mil de água mineral, a Seges tem que dar aval. Isso é uma burocratização totalmente fora do comum. Só atrapalha, aumenta o custo da máquina, o trabalho e burocratiza o processo dos órgãos. A ideia é evitar isso”, disse.

 

“Outra área que vamos atuar bastante na Gestão é valorizar a capacitação dos servidores, de modernização do processo. E vamos cuidar do patrimônio do Estado. O patrimônio do Estado hoje é muito incerto”, afirmou.

 

Segundo Basílio, a pasta também não será mais responsável pela elaboração do orçamento do Estado. A responsabilidade ficará a cargo da Secretaria de Fazenda.

 

“A secretaria vai ficar com as peças de planejamento, como PPA [Plano Plurianual], PTA [Plano de Trabalho Anual]. A parte orçamentária vai ficar dentro da Secretaria de Fazenda agora. Mesmo modelo que o Governo Federal está adotando, porque quem libera o orçamento tem que estar perto de quem vai pagar o gasto”, disse.

 

“O orçamento é como se fosse um cheque. Se a pessoa der um cheque e não tiver o dinheiro, vai dar um cheque sem fundo, por isso decidimos colocar as duas áreas, que são correlatas uma próxima da outra”, completou.




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
1 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Pedro Paulo Fernandes da Silva  13.01.19 09h03
Uma GRANDE MENTIRA palavras desse secretário. Atuou na Secretaria de Segurança Pública, onde tem uma empresa chamada DSS, que está prestando serviço no CIOSP, que por sinal uma porcaria de serviço, pois não respeita os funcionários, etc,,e esse mesmo Secretário não fez e não faz nada para expulsar essa referida empresa de lá. A verdade que esse secretário com sua equipe enquanto no CIOSP, fizeram e faz vista grossa a muito. Um bando de irresponsáveis do serviço público. E aproveitando a oportunidade esse tal TCE é uma vergonha, só fiscaliza quando quer.
25
2