Cuiabá, Segunda-Feira, 25 de Março de 2019
SANTA CASA
15.03.2019 | 11h55 Tamanho do texto A- A+

Emanuel diz que Procuradoria tomará medidas contra diretoria

Pacientes da unidade filantrópica já estão sendo remanejados para o Hospital de Câncer e Hospital Geral

Alair Ribeiro/ MidiaNews

O prefeito Emanuel Pinheiro, que criticou a direção da Santa Casa

CÍNTIA BORGES E CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) classificou como “irresponsável” a diretoria da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, que paralisou os atendimentos da unidade na segunda-feira (11). 

 

A Procuradoria-Geral do Municipal vai acionar o Poder Judiciário para responsabilizar a diretoria da unidade.

 

A unidade filantrópica alega que o Município não lhe repassou R$ 3,6 milhões para custeio de despesas emergenciais, por isso paralisou os serviços.

 

“Irresponsabilidade, maldade, desumanidade o que fizeram. Foi um ato de violência à população. Não podem paralisar atividades sem aviso antecedente de 90 dias. A Secretaria Municipal de Saúde e a Procuradoria-Geral do Município vão tomar medidas legais para notificar os dirigentes da Santa Casa para responderem por esse ato de violência contra a vida humana”, disse o prefeito, em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (15).

 

Conforme divulgado pela Prefeitura, a Santa Casa possui mais de 600 pacientes em tratamento oncológico, sendo que 130 adultos e 21 crianças fazem tratamento radioterapia, e 479 adultos realizam tratamento quimioterápico.

Irresponsabilidade, maldade, desumanidade o que fizeram. Foi um ato de violência à população. Não podem paralisar atividades sem aviso antecedente de 90 dias

 

A solução imediata encontrada pela Prefeitura foi remanejar os pacientes para os hospitais de Câncer e Geral Universitário. Conforme Emanuel, esses atendimentos já começaram a ser feitos.

 

“Garanto todo atendimento e continuidade atendimento às crianças e adultos em tratamento na Santa Casa. Todos serão atendidos imediatamente sem nenhuma interrupção”, afirmou o prefeito.

 

Para isso, o prefeito solicitou que as unidades repassem qual a capacidade instalada para que seja feito esse remanejamento.

 

Ainda será encaminhado aos municípios que possuem paciente na Santa Casa o cronograma com reagendamento de consultas e tratamentos devido à transferência para as outras duas unidades.

 

Regulamentando repasses

 

Segundo a direção da unidade, a falta do repasse de R$ 3,6 milhões acordados com a Prefeitura recentemente inviabilizou os serviços.

 

Isso porque o valor ajudaria a abater as dívidas com pagamento de 13º e salário dos funcionários, que ainda não foram pagos. A unidade tem folha salarial no valor de R$ 1,5 milhão por mês, com cerca de 800 funcionários.

 

Emanuel afirma que só fará os repasse do montante para a unidade se o recurso for “carimbado”.

 

“Sá há uma possibilidade de a Prefeitura mandar recurso para a Santa Casa: se o recurso for carimbado para começar pagar folha dos servidores. [...] Cuiabá não pode pagar por irresponsabilidade da má gestão”, disse.

 

A prefeitura de Cuiabá afirma que a instituição deve R$ 24,8 milhões em serviços ao Município e que a maioria dos atendimentos feitos na unidade são do interior do Estado.

 

“Estou sendo injustamente cobrado como se Cuiabá fosse sozinha responsável pela Santa Casa. Mas não sou coração de pedra e não vou fugir da responsabilidade”, disse Emanuel.

 

Encontro com poderes

 

A bancada federal e Emanuel devem se reunir em Brasília com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na próxima quarta-feira (20) para pedir recursos da União.

 

Segundo Emanuel, reuniões com outros entes já estão sendo realizadas no decorrer da semana e devem continuar na semana que vem.

 

Na quinta-feira (13), o prefeito se reuniu com o chefe do Legislativo estadual, Eduardo Botelho (DEM), e com o conselheiro interino do Tribunal de Contas do Estado, Moisés Maciel.

 

“Estive com conselheiro Moisés, que é relator das contas da Prefeitura. E ele me orientou que o Estado tem que ajudar, já que 70% dos pacientes são do interior”. 

 

“Falei hoje com presidente do Tribunal de Justiça, Carlos Alberto Alves da Rocha, que nos receberá na próxima segunda-feira (18). E vou ligar hoje para o governador Mauro Mendes, para apresentar esses números e nos reunirmos para salvar Santa Casa”, disse o prefeito.

 

 




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
6 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Mario  15.03.19 17h58
Lembremo-nos desses ilustres senhores nas próximas eleições municipais. Creio que seja hora de revogar a permissão concedida a eles para falar em nosso nome, visto que, não nos representam mais.
11
0
mauro santana  15.03.19 15h13
Sabemos que a prefeitura de Cuiabá não conseguira colocar em funcionamento o novo Pronto Socorro este ano, então o senhor prefeito vai assumir a Santa Casa e dizer que a prefeitura esta salvando o hospital Santa casa e com isso ganhara mais tempo para funcionar o novo Pronto Socorro. Na realidade vai funcionar no próximo ano para poder fazer a campanha para reeleição.
15
4
Daniel  15.03.19 14h16
Emanuel, vc só deve esta colhendo o que plantou, mas quem ta pagando com a sua falta de gestão é a população.
17
5
ana  15.03.19 13h51
uma VERGONHA é funcionario sem receber ha mais de 3 meses. e aposto que não são altos salarios. quero ver quem se habilita a trabalhar sem receber. não somos relogios
15
1
Marileide  15.03.19 13h34
Paralisar não vai fazer muita diferença, pois o serviço era ruim com pouco atendimento. Nem se compara com o Estado de onde eu vim
4
13