ENQUETES

Se as eleições em MT fossem hoje, em quem você votaria para governador?

PUBLICIDADE

Política / FRAUDES NO VLT
09.08.2017 | 14h15
Tamanho do texto A- A+

Veja quem são os alvos da "Operação Descarrilho" da PF

Entre os citados, estão empreiteiros, empresários e o ex-secretário da Copa, Maurício Guimarães

Alair Ribeiro/MidiaNews

Clique para ampliar

Agentes da PF cumpriram mandados na manhã desta quarta-feira

CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O Ministério Público Federal (MPF/MT) obteve decisão judicial favorável ao levantamento do sigilo das peças processuais relacionadas à Operação Descarrilho, deflagrada pela PF nesta quarta-feira (9) e que apura fraudes durante a escolha e execução da obra do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), em Cuiabá e Várzea Grande.

 

Ao todo, foram cumpridos 18 mandados de busca e apreensão em Mato Grosso e em outros quatro estados, além de um mandado de condução coercitiva na Capital.

 

Os mandados foram expedidos pelo juiz federal Paulo Cézar Alves Sodré, na última segunda-feira (7).

 

O ex-secretário da Secopa (Secretaria Extraordinária das Obras da Copa), Maurício Guimarães, foi conduzido à PF para prestar depoimento.

 

Entre as empresas alvo dos mandados de busca e apreensão está o consórcio VLT Cuiabá, responsável pela execução da obra do modal de transporte.

 

Também foram cumpridas buscas na CAF Brasil Indústria e Comércio, localizada em São Paulo. Esta é a empresa que vendeu os vagões para o VLT.

 

Mandados foram cumpridos também nas empreiteiras Santa Barbara Construções S/A, em Belo Horizonte e CR Almeida S/A, localizada em Curitiba. Ambas compõem o consórcio executor do modal.

 

Agentes da Polícia Federal ainda estiveram nas sedes das empresas Cohabita Construções Ltda e Multimetal Engenharia de Estruturas Ltda, em Cuiabá e Várzea Grande, respectivamente.

 

Duas factorings também foram alvo dos mandados: Barbon Fomento Mercantil Ltda e Aval Securitizadora de Crédito S.A.

 

Residências

 

Os agentes cumpriram busca e apreensão também nas residências das seguintes pessoas: Bruno Simoni, João Carlos Simoni, Altair Baggio, Guilherme Lomba de Melo Assumpção, Agenor Marinho Contente Filho, Renato de Souza Meirelles Neto, Arnaldo Manoel Antunes, Marco Antonio Cassou, Maurício de Souza Guimaraes e Ricardo Padilha de Borboun Neves.

 

Veja lista completa:

 

Mandados de busca e apreensão:

 

Sede do Consórcio VLT Cuiabá-Várzea Grande, localizada na Rua Barão de Melgaço, 2754, Sala 1003, Ed. Work Tower, Centro, Cuiabá-MT; 

 

Sede da Cohabita Construções, localizada na Rua General Valle, 101 — AJB — Bandeirantes, Cuiabá/MT; 

 

Sede da Multimetal Engenharia de Estruturas, localizada na Rua Benedito Paula de Campos, 600 - Cristo Rei, Várzea Grande — MT; 

 

Sede da CAF Brasil Indústria e Comércio, localizada na Rua Tabapuã, 81, 10° andar — Edifício City Hall, Itaim Bibi - São Paulo/SP; 

 

Sede da CR Almeida Engenharia de Obras, localizada na Av. Vicente Machado, 1789, Batel - Curitiba/PR; 

 

Sede da Santa Bárbara Construções, localizada na Rua Padre Marinho, 37 — 2° Andar, Santa Efigênia, Belo Horizonte/MG; 

 

Sede da Borbon Fomento Mercantil, localizada na Av. Getúlio Vargas, 1397, sala 102, Andar, Centro, Cuiabá/MT; 

 

Sede da Aval Secutirzação de Créditos, localizada na Av. Getúlio Vargas, 1397, sala 104, 1° Andar, Centro, Cuiabá/MT;

 

Residência de Bruno Simoni, localizada na Rua General Valle, 101 — Bandeirantes, Cuiabá/MT;  

 

Residência de João Carlos Simoni, localizada na Rua Estevão de Mendonça, 1067, apt 700, Edificio Maison Classic, Quilombo, Cuiabá/MT;

 

Residência de Altair Baggio, localizada na Rua Montevidéu esquina com Avenida Cidade do México, 15 - Jardim das Américas - Cuiabá/MT; 

 

Residência de Guilherme Lomba de Melo Assumpção, localizada na Rua Vereador Juliano da Costa Marques, Edifício Bona Vita, Torre E, apt 1004, Bosque da Saúde, Cuiabá/MT; 

 

Residência de Agenor Marinho Contente Filho, localizada na Rua Rainha Guilhermina, 29, apt 502 - Leblon — Rio de Janeiro/RJ; 

 

Residência de Renato de Souza Meirelles Neto, localizada na Rua Camillo Nader, 200, 1° Andar — Edificio Kesington Park, Vila Morumbi — São Paulo/SP;

 

Residência de Arnaldo Manuel Antunes, localizada na Rua José Rodrigues da Costa, n° 215 — Jardim 'Americano, Itaipava, Petrópolis/RJ; 

 

Residência de Marco Antonio Casssou, localizada na Rua Padre José Joaquim Goral, 61, Abranches, Curitiba/PR; 

 

Residência de Maurício Guimarães, localizada na Rua Alameda Guaporé, 55, Condomínio Alphaville II, bairro Jardim Itália, Cuiabá-MT; 

 

Residência de Ricardo Padilla de Borbon Neves, localizada na Avenida Antártica, 594, apt 2201, Edificio Maison Paris, Santa Rosa, Cuiabá-MT;

 

Mandado de condução coercitiva:

 

Maurício de Souza Guimarães

 




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados