Cuiabá, Domingo, 24 de Março de 2019
"SUPER APOSENTADA"
15.03.2019 | 09h14 Tamanho do texto A- A+

Gretchen brinca sobre fim da carreira como rainha do rebolado

O programa também contou com a participação da modelo internacional Carol Trentini

TV Globo

Gretchen foi a convidada do “Lady Night” desta quinta-feira

DO GSHOW

Eterna rainha do rebolado, Gretchen foi a convidada do “Lady Night” desta quinta-feira, 14/3. Ao lado da modelo Carol Trentini, a cantora e dançarina divertiu a plateia, Tatá Werneck e falou de tudo um pouco. Lembrou como surgiu seu nome artístico, do sucesso e até mesmo de Katy Perry, de quem ficou próxima após clipe que viralizou no mundo inteiro.

 

Com 58 anos de vida e 40 de carreira, Gretchen contou para Tatá que já está longe dos palcos, mas que retorna em casos especiais: "Super Aposentada".

 

Maria Odete na certidão de nascimento, a cantora contou como surgiu o nome artístico e pontuou quando se sente Gretchen e quando é Maria.

 

“Veio de um filme que estava anunciado em plena praça da república. Eu saindo da escola, peguei um ônibus e vi: ‘Aleluia, Gretchen' . Falei: 'Esse nome que eu quero para mim!".

 

“Acordo Maria Odete e fico o dia inteiro de Gretchen, aí naquela hora eu sou a Gretchen. Naquelas horas e no palco eu sou a Gretchen”.

 

Febre nos anos 70, Gretchen voltou com força, inclusive no exterior, quando participou de um clipe da estrela pop Katy Perry. O vídeo viralizou e ela virou um meme no mundo inteiro.

 

"Foi realmente por causa de todos que mandavam meus gifs e memes para ela. Ela começou a pesquisar a meu respeito. Os empresários dela entraram em contato com os meus na Irlanda. São brasileiros e moram lá. Tem as empresas lá de eventos, resolveram cuidar do meu trabalho aqui no Brasil também e está dando super certo".

 

A rainha do rebolado ainda contou que não acreditou que o pedido da cantora norte-americana era verdade:

 

"Você acreditaria? Eu realmente não acreditei. Achei que era uma brincadeira", explica Gretchen, que no começo achava que os memes usavam sua imagem de forma indevida, mas depois passou a curtir.

 
De lá dos Estados Unidos ela (Katy Perry) disse: ‘Eu só quero que seja a Gretchen que o Brasil ama’.
 

Sua passagem por realitys também foi lembrada por Tatá Werneck. Gretchen explicou o que a fez aceitar os convites.

 

"Eu quis participar desse programa, principalmente com meu marido, para mostrar que eu sou uma pessoa normal, que eu sou uma pessoa comum. Para desmistificar aquela Gretchen sensual que todo mundo acha que eu sou".

 

No auge do sucesso, ela chegou a fazer mais de mil espetáculos em menos de três anos. Mais de um show por dia. O dinheiro, contudo, nem se compara com o feito pelas estrelas de agora.

 

"Na minha época não tinha negócio de ganhar muito dinheiro. A gente só ganhava pouco dinheiro. Agora que ganha muito dinheiro fazendo show. Na verdade, eu fazia seis shows por dia. Começava as 9 horas e terminava as 6 da manhã. Eu ia de carro. Normalmente era no Rio de Janeiro, os meus primeiros shows eram aqui. Toda essa periferia, todo que é lugar do Rio de Janeiro eu já viajei", diz Gretchen, que é mãe de sete filhos, sendo dois adotados.

 

Carol Trentini

 
A top Internacional Carol Trentini também contou curiosidades no palco do talk show. Questionada por Tatá, ela falou sobre o início da carreira e qual outra profissão gostaria de ter seguido caso não fosse modelo.
 
“Eu sonhava em ser jogadora de vôlei. Eu joguei na minha infância, na minha escola, eu era levantadora. Eu sonhava em ser alguma coisa desse tipo”.
 
“Me acharam na rua, entrando em uma loja de tecido com minha mãe e minha irmã e me pararam. Minha mãe, obviamente, se assustou, falou: ‘Não, obrigada’. Eles insistiram bastante e eu estou aqui. Eu aceitei”.
 
Carol ainda garantiu que nunca teve problemas com o peso, mesmo depois de ter dois filhos: “Por causa da altura, distribui bem, eu acho. Nunca tive esse problema”.
 

Dona de uma beleza inquestionável, Carol lembrou o primeiro ensaio que fez para uma grande revista, onde ficou pendurada por cabos durante nove horas.

 

“Acho que queriam meio que me testar. Me colocaram em cabos de aço e eu fiquei pendurada durante 9 horas, modelando, fazendo as fotos com as coisas e meu rosto não apareceu”, fala sobre ensaio para revista americana.

 

Modelos preferidas

 
“Eu gosto muito da Natalia Vodianova, que é uma russa e a Gisele”.
 
“Tenho contato com ela (Gisele). Ela parou de fazer mais desfiles quando eu comecei a fazer. De trabalho tivemos pouco contato, mas nós temos contato”.
 



Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia