Cuiabá, Domingo, 26 de Maio de 2019
ELEIÇÕES EM ABRIL
15.03.2019 | 10h30 Tamanho do texto A- A+

Diretoria da Unicred-MT rebate suspeita de fraude em registro

Entidade emitiu nota negando ilegalidade no registro de candidata ao conselho e lamentou exposição na imprensa

Divulgação

Fachada da Unicred-Mato Grosso: polêmica em registro de chapa

DA REDAÇÃO

A diretoria da Unicred-Mato Grosso rebateu as denúncias sobre possível fraude em registro de chapa para as eleições da entidade, marcada para o início de abril (leia AQUI).

 

Por meio de nota, a entidade afirma que não foi constatada qualquer irregularidade e “lamenta e repudia a publicação de documento com dados sigilosos e com nítidos fins eleitorais”.

 

O caso remete a uma suposta fraude apontada pelo Conselho Fiscal da cooperativa, que teria detectado, em uma lista de inadimplentes, uma atual conselheira que está registrada na única chapa à disputa.

 

Segundo a nota, os débitos da conselheira já haviam sido quitados, e os documentos sigilosos vazados à imprensa não poderiam ser acessados fora dos setores competentes da empresa.

 

De acordo com o departamento jurídico da chapa registrada, quem forneceu esses documentos pode ser responsabilizado criminalmente.

 

“Isso configura quebra de sigilo bancário, principalmente no que se refere à ficha financeira dos cooperados. Quem forneceu esse documento pode ser responsabilizado criminalmente pelo próprio lesado, que está passando por uma situação vexatória diante de acusações infundadas", afirma o advogado Anderson Rocha.

  

O candidato à presidência do Conselho Administrativo, Altino José de Souza, disse lamentar a "exposição desnecessária", tanto da instituição, quanto dos integrantes da chapa.

 

“Tudo isso prejudica não só a imagem da instituição, mas também da Comissão Eleitoral, porque foi colocado em xeque o tralhado de seus membros. Esperamos que as pessoas envolvidas sejam responsabilizadas e, se necessário, eliminadas do quadro de cooperados", afirmou.

 

"Quero ressaltar o respeito que tenho para com os membros da Comissão Eleitoral, e lembrar que tive minha candidatura indeferida, e nem por isso recorri à imprensa, para questionar o trabalho da referida Comissão, ou mesmo colocar em xeque a credibilidade da Cooperativa. Pelo contrário, tomei a providência no âmbito judicial, e lá obtive êxito em primeiro e segundo grau", disse.

 

"Nossa chapa está pronta e preparada para competir de maneira leal, legal e honesta com qualquer outra chapa. Sou médico e empresário no ramo hospitalar, há quase 40 anos, e nunca respondi a processos criminais ou mesmo deixei de honorar com meus compromissos pessoais e profissionais, e, portanto, tenho um nome a zelar”, disse Altino.    

 




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia