Cuiabá, Segunda-Feira, 20 de Maio de 2019
Fogo Amigo
14.05.2019 | 07h50 Tamanho do texto A- A+

Defesa da propriedade

Barbudo: fazendeiro que "abateu criminoso" deve ser inocentado

O deputado federal Nelson Barbudo

DA REDAÇÃO

Em entrevista ao site da Revista Época, o deputado federal Nelson Barbudo (PSL) elogiou as medidas do presidente Jair Bolsonaro (PSL) sobre porte de armas no Brasil e o excludente de ilicitude para fazendeiro em defesa de sua propriedade.

 

“Concordo com o presidente. O produtor rural deve ser investigado, passar por todo o processo legal, mas, se for provado que ele abateu um criminoso que adentrou sua propriedade para assaltá-lo, e o proprietário o matou durante o confronto, concordo com o excludente de ilicitude para esse caso”, afirmou.

 

Ainda segundo Barbudo, a medida não vai favorecer o surgimento de grupos armados nos campos. “Não acredito que existam milícias rurais. O que acontece é que os assaltantes sabem que os proprietários rurais estão desarmados, veem-nos com fragilidade e sabem que, até a polícia chegar ao local da ocorrência, demora, por ser distante. É muito fácil para uma gangue invadir uma propriedade e roubar os venenos, principalmente”.

 

Segundo ele, as quadrilhas sabem das fragilidades no campo e saem dos grandes centros para roubar fazendas.

 

"Essa é nossa indignação, nosso motivo de achar que o homem do campo deve ter o respaldo com armas legalizadas, compradas, evidentemente, com todos os requisitos para poder defender a propriedade e a família. O proprietário não tem o direito de contratar milícias para defender sua terra. Isso é crime




Leia mais notícias sobre Fogo Amigo:
Maio de 2019
20.05.19 08h12 » Possíveis réus
19.05.19 16h30 » Crise no caixa
19.05.19 14h00 » Novo PS
19.05.19 11h00 » Defesa de Galli
19.05.19 08h10 » Inusitado
19.05.19 08h00 » Cortes da União
18.05.19 17h00 » Sem RGA
18.05.19 14h30 » Aceno
18.05.19 11h30 » “Palhaçada”
18.05.19 08h45 » Convênios do Fundeb