Cuiabá, Segunda-Feira, 20 de Maio de 2019
PEDIDO DE INTERVENÇÃO
21.04.2019 | 15h07 Tamanho do texto A- A+

Câmara cobra de prefeito decisão sobre a Santa Casa

Unidade está com atividades paralisadas desde o dia 11 de março

Alair Ribeiro/MidiaNews

O presidente da Câmara, Misael Galvão defende intervenção

DA REDAÇÃO
Os vereadores por Cuiabá aguardam até a próxima terça-feira (23), uma decisão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) sobre a situação da Santa Casa de Misericórdia, que está há mais de um mês com os atendimentos suspensos.
 
 
Na última semana, o presidente da Casa, Misael Galvão (PSB) e os outros 24 vereadores solicitaram que o prefeito tome uma decisão quanto à intervenção da unidade filantrópica.
 
Conforme explicou Misael Galvão, os vereadores se uniram, sem levantar bandeira partidária, para conseguir uma solução para unidade.
 

Estamos falando de saúde, de vidas. Não vejo outra saída a não ser a intervenção

No mês passado, o Parlamento Municipal encaminhou ao prefeito um requerimento sugerindo a intervenção na Santa Casa.
 
O documento foi assinado por 18 vereadores e visa garantir a reabertura da unidade de saúde, tendo em vista o alto número de pacientes atendidos no local.
 
A indicação foi aprovada em plenário e ratificada pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigou os contratos firmados pela Prefeitura de Cuiabá com os Hospitais Filantrópicos da Capital.
 
“O prefeito precisa tomar uma decisão. A situação está insustentável. Muitas pessoas precisam daquela unidade de saúde para dar continuidade aos seus tratamentos. Estamos falando de saúde, de vidas. Não vejo outra saída a não ser a intervenção. Então, aguardamos um posicionamento do prefeito”, finalizou Misael.



Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia