Cuiabá, Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019
"FALHA"
05.02.2019 | 15h20 Tamanho do texto A- A+

De olho em vaga no TCE, Maluf critica atuação do órgão na Copa

Deputado pleiteia cargo de conselheiro, destravado nesta semana após decisão do STF

Alair Ribeiro/MidiaNews

O deputado estadual Guilherme Maluf, que quer ocupar vaga deixada pelo ex-conselheiro Humberto Bosaipo

CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) - postulante declarado à vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) - disse ter visto falhas de atuação do órgão, principalmente nas obras relativas à Copa do Mundo de 2014, em Cuiabá.

  

“Sempre disse que nunca houve tantas falhas por parte dos órgãos de controle como no caso das obras da Copa, por exemplo. Falhas por parte do TCE, falha da Assembleia Legislativa, da Caixa Econômica, entre outros”, avaliou o tucano.

 

“O Brasil talvez seja um dos países que tem o maior número de órgãos controladores e, no nosso Estado, em alguns casos, falharam todos”, acrescentou o deputado.

 

O Brasil talvez seja um dos países que tem o maior número de órgãos controladores e, no nosso Estado, em alguns casos, falharam todos

As declarações foram dadas nesta terça-feira (5), em entrevista à Rádio Capital, um dia após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, revogar a medida cautelar que barrava a indicação ao TCE, referente à vaga do ex-conselheiro Humberto Bosaipo.

 

Apesar de apontar falhas, durante a entrevista Maluf disse que o TCE é um órgão que está procurando se aprimorar e apresenta um "corpo técnico de excelência".

 

Na ocasião, ele citou alguns problemas pelos quais passou a instituição - como o afastamento de cinco conselheiros citados na delação do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) -, mas preferiu não tecer críticas aos mesmos.

 

“O TCE nos últimos anos passou por muitos gargalos, por muitas dificuldades, como foi o caso do afastamento dos conselheiros, mas é um órgão que pode contribuir muito com esse controle”, disse.

 

“Espero que esse episódio não manche a instituição, até porque dos conselheiros afastados, muitos deles têm competência altíssima, passaram anos se capacitando, se preparando. Então, espero que a justiça chegue a um ponto final a esse respeito, para que a gente possa reestabelecer o TCE de Mato Grosso”, acrescentou.

 

Afastamento

 

Em setembro de 2017, a delação do ex-governador Silval Barbosa resultou no afastamento de cinco conselheiros titulares do TCE, por suspeitas de corrupção.

 

Foram afastados Sérgio Ricardo, José Carlos Novelli, Valter Albano, Antônio Joaquim (à época, presidente do órgão) e Waldir Teis.

 

A decisão foi proferida pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), durante a Operação Malebolge, atendendo a pedido do então procurador-geral da República, Rodrigo Janot. No mês anterior à decisão, Fux havia homologado a delação do ex-governador e também do ex-assessor de Silval, Silvio Araújo.

 

Os conselheiros são suspeitos de terem recebido propina de R$ 53 milhões de Silval Barbosa para, em troca, dar pareceres favoráveis às contas do político e não colocar entraves no andamento das obras da Copa do Mundo de 2014.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Fachin cita aprovação de emenda na AL para destravar vaga

"Escolha do novo conselheiro do TCE será transparente e criteriosa"

 

STF suspende cautelar e vaga de Bosaipo é liberada para a AL

 

 

 




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
5 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Marcia padilha  06.02.19 07h09
Marcia padilha, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
Ludney  05.02.19 20h26
A assembléia legislativa também é um orgão fiscalizador e diga-se de passagem o deputado GM em quase todos os governos estava a frente da mesa diretora e nunca fez nada.
30
2
Jonas  05.02.19 19h34
E aonde estava o deputado que não vou viu nada também
28
1
Benedito costa  05.02.19 19h03
Pô! Deputado só agora depois de 4 anos que o senhor observou isso do TCE ? Acho que o senhor está dando uma de mocinho bom, visto seu enorme interesse articulando sua ida pra lá.
27
0
Luciano Ramalho   05.02.19 18h43
Luciano Ramalho , seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas