Cuiabá, Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019
INDIRETA
01.08.2018 | 14h20 Tamanho do texto A- A+

“Dinheiro roubado na gestão Silval será investido em candidatos”

Wilson Santos afirmou que dinheiro desviado na gestão passada influenciará na eleição deste ano

Alair Ribeiro/MidiaNews

O deputado estadual Wilson Santos, que afirmou que desvios da gestão passada irão influenciar na eleição deste ano

DOUGLAS TRIELLI
DA REDAÇÃO

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) disse não ter dúvida de que os recursos desviados da gestão do ex-governador Silval Barbosa (ex-MDB) serão investidos em candidatos e partidos nas eleições deste ano.

Conforme dados de auditorias realizadas pela Controladoria Geral do Estado (CGE), R$ 1,03 bilhão foi detectado em irregularidades cometidas pela gestão passada.

 

Já Silval, em negociação com o Ministério Público Federal, por conta de uma delação, aceitou devolver algo em torno de R$ 80 milhões em patrimônio.

 

“Tenho certeza que [o recurso desviado] influenciará. Claro que eles vão usar parte desse recurso roubado para ajudar alguém ou alguéns na campanha”, disse Wilson ao conversar com a imprensa, na manhã desta quarta-feira (1º).

 

Não tenho dúvida de que parte do que foi roubado do Estado será reinvestido em candidatos e partidos

Atualmente, o MDB está na coligação do pré-candidato ao Governo Mauro Mendes (DEM), que irá disputar contra a reeleição do governador Pedro Taques (PSDB).

 

Wilson preferiu não dizer quem pode ser beneficiado. “Não vou dizer quem. Mas não tenho dúvida de que parte do que foi roubado do Estado será reinvestido em candidatos e partidos”, afirmou.

 

“Você rouba R$ 1 bilhão, devolve R$ 70 milhões em bens e imóveis, e ainda sobram R$ 930 milhões guardados. Sabe-se lá onde. E com um poder econômico desses em mãos, qualquer criminoso desses pode ainda interferir em um processo eleitoral”, afirmou.

 

Mudanças em delação

 

Wilson defendeu que a ex-juíza Selma Arruda (PSL), que disputará o Senado na coligação de Taques, foque, caso eleita, em uma mudança na lei da colaboração premiada.

 

Para ele, os delatores sofrem poucas consequências após efetuarem os acordos com a Justiça.

 

“Uma das coisas que defendo que a Selma atue fortemente é na reformatação da lei das delações premiadas. Esta legislação precisa, urgentemente, ser corrigida. Nós defendemos a manutenção das delações, que tem ajudado a desvendar muitos crimes no País, muitos esquemas, mas os delatores estão gozando de um excesso de privilégios”, disse.

 

“Não devolvem tudo que desviaram dos cofres públicos, ficam pouco tempo na cadeia e ainda zombam dos outros. E pelo que acumularam de forma indevida e desonesta, podem interferir no processo eleitoral de Estados periféricos como Mato Grosso”, afirmou.

 

Leia também:

 

Silval deve devolver R$ 80 milhões e entregar políticos com foro

 

CGE aponta R$ 1,03 bilhão em irregularidades na gestão Silval




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
2 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Maria Flor dos Santos  01.08.18 14h41
Isso que é triste ver essas baboseiras desse Deputado Wilson Santos dizer que será investido em campanha.Porque não pensam no Estado na saúde,na Educação,nos presídios... para ser candidato tem que bancar sua campanha...tem pagar para ter poder ou fazer concurso. Isso é feio...Esse homem fala muito pelos cotovelos...
96
19
Martins Liberato  01.08.18 14h40
Estava sumido Wilson. Olha vc sabe de quem é a culpa do Mauro não querer ser vi-ce do Pedro Taques? A culpa é sua. E para de ficar plantando noticia falsa homem. Não tem ninguém santo na política meu amigo. Me fala do Rodoanel vc já resolveu essa pendenga?
111
20